Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

3D MOVE INDÚSTRIA JAPONESA DE TELAS

18/10/2010 01:00:00

Antes envolto por limita­ções técnicas, o efeito 3D pa­rece estar florescendo: telas gigantes, telas pequenas, efeitos sem óculos e captação quase que caseira do efeito. Na superfeira japonesa de tecnologia Ceatec, os painéis maiores de 3D ficaram por conta de Sony, Panasonic e Mitsubishi.

A primeira levou para a fei­ra o telão gigante que havia demonstrado no Japão du­rante jogos da Copa do Mun­do. Com 21,7x4,8 metros, a tela iluminada por LEDs ti­nha perfeita definição de co­res e ótimo contraste, apesar das dimensões.

Yoshikazu Tsuno/AFP
A model displays Japanese electronics maker new Panasonic digital single-lens-reflex (SLR) camera "Lumix GH-2" with 3D interchangable lenses, which can record 3D images and play on the 3D televisions at home, during a preview at Ceatec, Asia´s largest electronics trade show in Chiba, suburban Tokyo on October 5, 2010. Panasonic will put the new camera on the market at the end of this month. AFP PHOTO / Yoshikazu TSUNO
Modelo mostra câmera Lumix GH2, da Panasonic, que pode ser equipada com lentes 3D

Já a Panasonic demons­trou um painel de plasma de 152 polegadas com qualidade semelhante. Para ver nele o efeito 3D, é preciso usar ócu­los especiais.

A Mitsubishi apresentou uma TV 3D de 75 polegadas a laser. Segundo um represen­tante da empresa, o uso do laser para obter a imagem possibilita a obtenção de co­res mais puras.

A TV não pareceu um pas­so a frente quando compara­da a aparelhos de LED ou plasma. As cores eram tão boas quanto as de outras TVs, e o televisor foi exibido em um ambiente controlado, rodeado por telas pretas e com iluminação limitada. Fi­cou a dúvida sobre se os efei­tos seriam tão bem visualiza­dos em um ambiente com ilu­minação comum.

Ainda no quesito imagens gigantes, um projetor da marca Hitachi surpreendeu com a formação de imagens de 160 polegadas. Pratica­mente um cinema em casa em 3D --o efeito também pre­cisa dos óculos. Segundo a Hitachi, o projetor já está à venda no Japão, mas a fun­ção 3D ainda não.

Sem óculos

A Hitachi também mos­trou pequenas telinhas de TFT que mostravam o efeito 3D sem óculos --ou tentavam fazer isso. Os pequenos pai­néis de três e 4,5 polegadas trazem um bom efeito, mas o usuário não pode fazer movimentos bruscos ou perde o melhor ângulo de visão.

A Sharp apresentou teli­nhas 3D de qualidade supe­rior, que, ainda assim, só po­deriam ser vistas a alguns centímetros de distância --ou o efeito não trazia seu melhor resultado.

Brasil

Em breve, os brasileiros poderão captar imagens em 3D com uma filmadora de­monstrada na Ceatec, a SDT750, que deve chegar ao mer­cado brasileiro ainda em ou­tubro por cerca de R$ 6.000.

A filmadora compacta fun­ciona com uma lente 3D aco­plada, o que a torna um pou­co mais pesada. Um proble­ma é que ainda não é possí­vel dar zoom no modo 3D.

As câmeras semiprofissio­nais da Panasonic também poderão captar 3D. Ainda sem previsão de chegar ao Brasil, a Lumix GH2 é compa­tível com lentes 3D anuncia­das pela Panasonic. Elas po­dem ser acopladas ao corpo da câmera.
 
 
 
Fonte: Folha

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar