Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

INTERPOL DEFENDE CRIAÇÃO DE SISTEMA GLOBAL DE VERIFICAÇÃO DE IDENTIDADE

20/09/2010

Os órgãos de repressão ao crime de todo o mundo deveriam considerar seriamente a criação de um sistema internacional de verificação de identidade, defendeu o secretário-geral da Interpol Ronald K. Noble.

Noble fez a declaração durante a primeira Conferência Interpol de Segurança da Informação, que foi copatrocinada pela polícia de Hong Kong. O evento, que teve início na quarta-feira (15/9), busca proporcionar a representantes de órgãos policiais, executivos do setor e especialistas acadêmicos de todo o mundo um espaço para discussão de questões relacionadas à segurança da informação.

Prevenção e detecção
Cerca de trezentos delegados de cinquenta nações vieram a Hong Kong para atender a conferência de três dias, que termina nesta sexta-feira (17/9). A conferência, cujo tema é ?Cooperação global hoje para os riscos de InfoSec de amanhã?, deverá gerar soluções criativas para a prevenção pontual e a detecção de crimes high-tech.

No fim da conferência, os participantes esperam ter respostas para o combate a crimes como ataques de vírus e ciberterrorismo, bem como para questões-chave relacionadas ao gerenciamento e à segurança de dados pessoais e as redes de comunicações das polícias.

Crimes como esses são uma enorme ameaça a economias nacionais e à segurança global. Em sua palestra, Noble disse que a Interpol ocupa a posição ideal para coordenar ações contra ?a ameaça concreta de segurança? do cibercrime.

?Considerando o anonimato do ciberespaço, o cibercrime pode de fato ser uma das ameaças criminosas mais perigosas de todos os tempos?, disse Noble. ?Qualquer estratégia de combate contra o crime transnacional deve portanto incluir o policiamento de segurança da informação e o fornecimento de canais seguros de comunicação para as polícias do mundo, com base em padrões comuns.?

Padrões de segurança
A Interpol tem assumido um papel ativo na criação de padrões internacionais de segurança da informação. Alguns dos resultados desse esforço são o sistema seguro de comunicações utilizado e o smartcard e-ID, ambos utilizados pela organização.

Produzido em parceria com a Entrust, o smartcard permite que agentes de quaisquer dos 188 escritórios da Interpol possam se comunicar com segurança a partir de qualquer base fixa ou móvel.

?Além de servir como espaço para a troca de boas práticas e experiências valiosas, a conferência oferece uma grande oportunidade para entender as ameaças comuns enfrentadas por diferentes regiões do mundo e para negociar parcerias na identificação das soluções?, afirmou o comissário de polícia de Hong Kong, Tang King-shing.
 
 
 
 
Fonte: IdGNow

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar