Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

DESENVOLVEDORA DE CHIPS ARM FORTALECE PRESENÇA NO BRASIL

16/09/2010

Os planos da HT Micron - joint venture entre a empresa brasileira Altus e a coreana Hana Micro - de instalar, no próximo ano, a primeira fábrica de semicondutores no País estimulou a projetista de chips britânica ARM a aumentar a sua presença no País. Como reflexo a companhia anunciou, nesta quarta-feira (15/09), um acordo com a empresa nacional FastCompanyBrazil.

O acordo tem como objetivo aproximar a companhia do governo brasileiro e das designs houses, que criam projetos de chips para produção no exterior. Atualmente, o País conta com mais de 20 empresas nessa categoria, apoiadas pelo Ceitec, criado pelo Ministério de Ciência e Tecnologia (MCT) para estimular a indústria de microeletroeletrônica.

O fundador da FastCompanyBrazil, José Scodiero, que foi vice-presidente de desenvolvimento de negócios da AMD para América do Sul, analisa que o Brasil tem uma demanda por chips para dispositivos móveis, equipamentos eletroeletrônicos e sistemas embarcados. ?A ARM percebeu que é importante ficar mais próxima desse mercado. Num primeiro momento, eles estão fazendo uma parceria estratégica para depois avaliar a abertura de um escritório próprio?, detalha o executivo.

Com apoio da FastCompanyBrazil, a ARM espera desenvolver alianças estratégicas com empresas locais para disseminar a adoção da sua arquitetura de chips. A plataforma da companhia britânica está presente atualmente em cerca de 98% dos smartphones e em outros produtos, como notebooks, netbooks, tablets e equipamentos eletroeletrônicos.

?O modelo da ARM não é competir com as produtoras locais, mas apoiá-las no desenvolvimento de chip?, afirma Scodiero. Ele acredita ainda que independentemente de ter uma fábrica, o Brasil tende a se destacar na área de semicondutores, com componentes projetados no País e produzidos no exterior.

Sediada em Londres, a ARM faturou 490 milhões de dólares em 2009 com a venda de licença da sua arquitetura de chips baseada em tecnologia RISC. Diferentemente das gigantes Intel e AMD, a empresa britânica é especializada no desenvolvimento de processadores apenas para dispositivos móveis. Uma das empresas que licenciam os produtos da marca é a Microsoft, que usa a tecnologia na sua linha de consumo.

No Brasil, os chips ARM são utilizados por diversos fabricantes de semicondutores, como Texas Instruments, NXP Semicondutores, ST Microeletronics e Freescale.
 
 
 
Fonte: Computerworld

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar