Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

BACKUP GUARDADO POR ANTIGO DATA CENTER TRAZ MIGRE.ME DE VOLTA À ATIVA

03/09/2010

Depois de ser considerado praticamente extinto após um procedimento desastroso de upgrade que destruiu seu banco de dados, o serviço de encurtamento de URL Migre.me deverá voltar ao ar nas próximas horas graças ao data center anterior, que ofereceu uma cópia dos arquivos do site, informou na noite desta quinta-feira (2/9) o criador e responsável pelo site, Jonny Ken.

Ao IDG Now!, Ken explicou que o Migre.me havia trocado de data center havia duas semanas. ?Eu utilizava um servidor alocado pela empresa da qual era sócio e, como saí da sociedade, procurei outra hospedagem com melhor custo benefício?, explica.

Ken conta que esse data center ? que, por orientação de seu advogado, prefere não citar o nome ? o ajudou a otimizar o servidor em busca de melhor desempenho. ?Só que teve esse problema?, referindo-se à perda dos dados críticos. Para explicar o problema, Ken chegou a publicar um vídeo no blog do Migre.me.

A solução veio do antigo data center, o UOL Host, que confirmou ao analista a existência de um backup com data de 28/8. ?Liguei na manhã de hoje (2/9) e me disseram que o backup existia, mas seria preciso conversar com o departamento comercial.?

Com os dados restaurados, Ken promete colocar o Migre.me em operação em pouco tempo. ?É só questão de atualizar os servidores DNS da Internet?, diz. O criador do serviço estuda agora diversos acordos comerciais que têm recebido, e que deverão permitir a continuidade do encurtador de URLs.

Erro do técnico
Por sua vez, a Argohost, empresa cearense de hospedagem que havia sido contratada para receber o Migre.me, publicou nesta quinta-feira um
comunicado oficial sobre o caso, em seu blog corporativo.

Segundo a empresa, o projeto de hospedagem previa a utilização de duas unidades de armazenamento de dados, porém houve atraso na importação de uma delas. Durante o processo de manutenção, um procedimento manual de um técnico de uma empresa parceira, a Baydenet, fez com que a única unidade de armazenamento em uso fosse comprometida.

A Argohost conta que sites de outros clientes, que estavam hospedados no mesma unidade, foram recuperados. Os dados do Migre.me, no entanto, não puderam ser resgatados. 

Segundo o comunicado, o HD do Migre.me foi enviado para um laboratório especializado em recuperação de dados, localizado em Minas Gerais.
 
 
 
Fonte: IDGNow

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar