Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

INGLÊS VIAJA PELO MUNDO SÓ COM AJUDA DO TWITTER

23/08/2010

Há 18 meses, Paul Smith, 35, viajou da Inglaterra à Nova Zelândia -- um percurso de quase 18 mil quilômetros--, sem pagar pelas passagens nem pela hospedagem. Gastou seu dinheiro apenas com comida, bebida e necessidades básicas. Para se locomover e descansar, contou com a boa vontade de usuários do Twitter, que o ajudaram com sugestões de trajeto, carona e companhia.

O projeto Twitchhiker, um jogo de palavras com Twitter e "hitchhiker" --"caroneiro" em inglês--, começou com um blog e um perfil no Twitter em fevereiro de 2009, em que Paul relatava a preparação da viagem.

arte Folha de S.Paulo/arte Folha de S.Paulo
Entenda o projeto realizado por Paul Smith que o levou da Inglaterra à Nova Zelândia só com ajuda do Twitter
Entenda o projeto realizado por Paul Smith que o levou da Inglaterra à Nova Zelândia só com ajuda do Twitter

A divulgação foi feita estritamente pelo microblog: "O Twitter gerou todo o interesse no projeto. Eu não liguei nem mandei e-mail para ninguém", contou Paul à Folha.

O objetivo era chegar à Ilha de Campbell, mas seria preciso encarar seis horas de barco em águas furiosas. Escolheu finalizar a empreitada em uma ilha próxima. Não se arrependeu: "Fiquei muito satisfeito, mas eu estava com labirintite. Não estava bem", desabafa.

A motivação, conta Paul, foi o medo de perder a oportunidade: "Eu sabia que, assim que tivesse uma ideia, alguém pensaria nela e a faria antes de mim. Eu não queria me arrepender por não executá-la."

Paul afirma que todo o dinheiro arrecadado foi doado. Os quase R$ 20 mil foram enviados por anônimos.

O viajante lançou um livro de relatos no começo deste mês. "Na verdade não é sobre o Twitter ou tecnologia; é sobre relações e pessoas. Afinal, a tecnologia é movida por pessoas", sintetiza.

Um Twitchhiker 2 não está nos planos: "O projeto aconteceu quando o Twitter era novo e usuários se interessavam em apoiar qualquer ideia divertida", reflete.

Paul agora mantém um site de viagens, o Twitchhiker.
 
 
 
 
Fonte: Folha

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar