Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

MICROSOFT QUER FIRMAR NEGÓCIOS NO SETOR DE CONSUMIDORES DOMÉSTICOS

30/07/2010

Na tentativa de acompanhar a recente movimentação de vendas de produtos tecnológicos para usuários domésticos, a Microsoft anuncia que pretende firmar seus negócios no comércio de produtos destinados ao consumidor final. As informações foram divulgadas pelo site Cnet.

Em reunião promovida nesta quinta-feira, 29/07, direcionada para discutir a análise financeira da companhia, o CEO Steve Ballmer ressaltou a importância de focar atenções nos consumidores domésticos, que atualmente têm representado grande parte das vendas de computadores e softwares.

Entre os principais produtos da empresa consumidos pela fatia abordada, Ballmer aponta o pacote Office e a plataforma Windows como as unidades mais lucrativas entre os usuários domésticos. Os comentários também vão de encontro ao panorama atual do mercado de computadores, no qual os usuários individuais já superam as compras corporativas - dados que também foram lembrados pelo executivo em seu discurso.

O setor de entretenimento também está sendo visto como uma área a ser cada vez mais explorada pela Microsoft a fim de atingir os consumidores finais, a exemplo do console Xbox 360 e os investimentos realizados com a tecnologia inovadora do Kinect.

As primeiras investidas da empresa no setor, no entanto, ocorreram em meio a receios motivados pelos imprevistos que poderiam ocorrer ao entrar em novo território. Ballmer lembra as dificuldades da Microsoft em tornar o seu videogame um produto rentável, mas ressalta que, além de ter se mostrado uma unidade lucrativa, o Xbox tem chances de caminhar rumo à liderança em seu setor com a chegada no Kinect.

Apesar dos produtos mais conhecidos, como sistema operacional e console de games, a Microsoft também procura estabilidade em produtos web, como o seu buscador Bing. O executivo explica que o serviço tem demonstrado aumento de mercado nos Estados Unidos, onde passou de 8% para 12% em um ano. "Nós não estamos confusos, nós temos muito trabalho a fazer", complementa.

Steve Ballmer aproveitou o momento não só para comentar os projetos da empresa, como para posicionar a Microsoft frente à concorrência. Ao que tudo indica, a companhia deve melhorar o desenvolvimento do Windows para compatibilizá-lo com tablets e alcançar o mercado da Apple.
 
 
 
Fonte: Olhar Digital

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar