Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

AINDA CAROS, FABRICANTES DIZEM AGUARDAR INCENTIVOS PARA BARATEAR CONVERSORES DIGITAIS

23/07/2010

Durante a EletrolarShow, ? feira para indústria e varejo de eletrodomésticos e eletroeletrônicos, realizada em São Paulo ? várias empresas, mesmo desconhecidas do grande público, apresentaram modelos de conversores digitais. No entanto, o preço dos equipamentos ainda é pouco acessível para o público em geral. Em média, o equipamento custa a partir de R$ 250. Sem contar que, além disso, o consumidor deve ter uma antena externa para ter acesso a sinal de TV aberta de alta definição.

Recentemente, o governo brasileiro sinalizou que quer reduzir encargos para essa categoria de produtos, porém ?a redução de impostos, infelizmente, ainda não aconteceu?, disse Francisco Tadeu da Silva, gerente comercial da U-Tech.

Outras empresas como Visiontec Digital, TeleSystem e Aquário também expuseram conversores e antenas apropriadas para que os televisores possam receber sinal digital.

Os receptores, basicamente, são aparelhos que convertem os sinais captados por antenas externas para o formato digital. A tendência é que, gradualmente, o governo acabe com o sinal analógico, em detrimento do sinal digital, com melhor qualidade e com possibilidade até de inclusão de conteúdos interativos.

A meta é que até o fim de 2013, as emissoras transmitam tudo em formato digital. E que em 2016, o formato analógico seja extinto.

No último dia 12 de julho, representantes do governo e fabricantes iniciaram estudos para redução de IPI (Imposto sobre produtos industrializados) e do Cofins (Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social).

Multimídia
Além de receber o sinal captado por antenas, os conversores digitais já têm até funções multimídia. Aparelhos como o Telesystem 2300 (R$ 299), o Aquário DTV01 (R$ 339), disponível apenas no final do ano, e o U-Tech PVR 1818 (R$ 349) vêm com uma porta USB, onde é possível plugar pendrives ou HD externos para gravar conteúdo ou reproduzir (vídeo, fotos ou áudio).

Há ainda receptores que já estão habilitados para receber conteúdo interativo, disponibilizado ainda por poucas emissoras de TV. É o caso do VT 7200 A (R$ 350), da Visiontec Digital. Globo e SBT já têm um sistema interativo que mostra notícias e sinopses de programas. Band e Record devem estrear em breve o recurso.

Um problema geral que pode incomodar quem tem televisores widescreen é que a captação de imagens do sistema brasileiro de transmissão digital ainda está no padrão standard. Ou seja, uma pessoa que tenha, por exemplo, um televisor LCD de 32 polegadas não terá uma imagem que ocupe toda a tela. Há como minimizar o problema, mexendo com os controles de zoom, mas há perda de qualidade, pois uma imagem está sendo ?mais esticada? do que devia.

  • Guilherme Tagiaroli/UOL

    Televisor widescreen, quando ligado a um conversor digital, apresenta imagem reduzida

Fonte: Uol

 
 
 
 
 
 

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar