Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

ENTREVISTA COM IDEALIZADOR DAS MELHORES EMPRESAS PARA TRABALHAR

23/07/2010

No início da década de 80, o jornalista norte-americano Robert Levering ? um veterano da Guerra do Vietnã convertido em militante pacifista ? questionava se realmente existiam bons lugares para trabalhar. Com base nessa dúvida, ele decidiu entrevistar centenas de funcionários de organizações de todos os portes e indústrias. 

A partir das investigações, Levering não só descobriu que existiam empresas consideradas boas para trabalhar, como listou as 100 organizações que apresentavam os mais altos índices de satisfação dos funcionários nos Estados Unidos e transformou esse material em livro.
O sucesso da publicação, somado à paixão pelo tema, levaram o jornalista a dar continuidade ao projeto. Assim, em 1991, ele fundou o Great Place to Work Institute e criou uma metodologia de avaliação das organizações , que serviu de base para o estudo das Melhores Empresas para Trabalhar.

Acompanhe a cobertura completa das 70 Melhores Empresas para Trabalhar em TI e Telecom do Brasil

Quase 30 anos depois das primeiras investigações sobre ambiente de trabalho, Levering admitiu, durante entrevista exclusiva à COMPUTERWORLD, que a definição e os valores das melhores organizações para trabalhar continuam iguais àqueles descobertos na década de 80. O que mudou, segundo o especialista, é a forma como esses conceitos foram adaptados aos tempos atuais.

COMPUTERWORLD ? Como nasceu o Great Place to Work?

Robert Levering ? O Great Place to Work Institute começou a partir de uma pesquisa para um livro, que foi sucesso de vendas, chamado ?100 Best Companies to Work for in America? (100 Melhores Empresas para Trabalhar na América). A obra, publicada em 1984 e escrita por mim e mais um jornalista ? o Milton Moskowitz ?, foi a primeira experiência de alguém que tentava investigar excelentes ambientes de trabalho.

Em 1988, escrevi outro livro, ?A Great Place to Work? (Um Excelente Lugar para Trabalhar). Nele, deixo claro que a confiança é o item comum às melhores empresas para se trabalhar. A obra explica que uma corporação considerada um bom lugar é aquela em que o funcionário confia na gerência, tem orgulho do seu trabalho e gosta das pessoas com quem trabalha.

Os conceitos fundamentados no livro deram origem ao ?Trust Index? (índice de confiança). Esta aferição foi o primeiro produto oferecido pelo Great Place To Work Institute e, atualmente, é usado para a elaboração da lista das Melhores Empresas para Trabalhar, publicada em mais de 40 países ao redor do mundo.

CW - De que forma essa noção de melhores empresas para trabalhar tem mudado ao longo dos anos?

Levering ? A definição e o modelo de uma excelente empresa para trabalhar não mudaram, porque envolvem valores universais, como confiança (respeito, credibilidade e senso de justiça), orgulho e camaradagem. Mas o que tem mudado é a maneira como esses valores são refletidos no local de trabalho. 

Em anos recentes, as Melhores Empresas para Trabalhar têm concentrado esforços para tentar criar um melhor ambiente para as pessoas, com programas voltados a equilibrar o tempo entre trabalho e vida pessoal. Outra tendência é a criação de oportunidades desafiadoras para que os funcionários desenvolvam seus conhecimentos e talentos.

CW ? Você considera que a crise serviu para deixar clara a deficiência das empresas em relação à gestão de pessoas, ou o contrário?
Levering ?
Em geral, temos visto que as Melhores Empresas para

Trabalhar sobreviveram às crises financeiras de maneira menos traumática, se as compararmos aos concorrentes. Isso acontece justamente pelo fato delas contarem com um índice maior de confiança por parte dos funcionários. 
 

Temos algumas estatísticas que nos ajudam a comprovar essa conclusão. Basta examinar os resultados financeiros das 100 Melhores Empresas para Trabalhar nos Estados Unidos. Além disso, também dispomos de um bom volume de histórias que permite concluir que, em momentos de crise, a comunicação dos superiores é muito mais eficiente nas organizações consideradas excelentes lugares para trabalhar, o que serve para manter o moral da equipe elevado.

CW ? Você tem estatísticas que comprovem o quanto um bom ambiente de trabalho pode impactar em resultados para os negócios?

Levering ? A melhor evidência estatística vem dos Estados Unidos, onde pudemos comparar resultados de empresas de capital aberto citadas na edição das 100 Melhores para Trabalhar ? publicada pela revista ?Fortune? ? com os índices gerais da bolsa de valores.
Os resultados colhidos foram espetaculares. Um comparativo mostra que as 100 Melhores tiveram uma performance constantemente melhor do que os índices médios da bolsa e que chega a ser até três vezes maior.

CW ? Na área de TI (Tecnologia da Informação), temos acompanhado uma corrida das empresas em busca de mão de obra qualificada. Pela sua experiência, quais os erros que as corporações tendem a cometer em situações como essa?

Levering ? No caso de empresas de TI, o grande erro que vemos é a ênfase exagerada que dão aos funcionários que julgam ser aqueles com melhores resultados, em detrimento de criar um ambiente de trabalho agradável para todos os colaboradores. Por exemplo, muitas empresas desse segmento oferecem bonificações mais vantajosas para os empregados que desejam recrutar, ou mesmo manter na empresa, do que para os demais. 

Também tendem a tratar essas ?estrelas? de maneira mais calorosa, o que acaba desmoralizando o resto da equipe. Esse tipo de atitude exerce uma enorme influência sobre a capacidade colaborativa dentro dos times. Como resultado, a produtividade cai.

CW ? Em sua visão, qual representa hoje o grande obstáculo das corporações para gerenciar pessoas e tornar o ambiente de trabalho mais agradável?

Levering ? A lição mais importante que pode ser tirada das Melhores Empresas para Trabalhar é a necessidade de ter um bom canal de comunicação com os funcionários. Essas organizações, invariavelmente, têm maneiras distintas para cada liderança explicar os planos e as estratégias aos empregados.
 

Ainda mais importante do que isso, no entanto, é ter um canal de comunicação de mão dupla, a partir de fóruns, sessões informais de perguntas e respostas, canais de bate-papo online e blogs. O objetivo é apresentar meios pelos quais os funcionários podem participar com dúvidas, preocupações e ideias.

CW - Se pudesse dar um conselho para os gestores brasileiros, qual seria?

Levering ? Comunicação, comunicação e comunicação. Não existe esse negócio de comunicar excessivamente! As Melhores Empresas para Trabalhar desenvolvem um alto nível de confiança em seus funcionários porque os gestores usam todas as oportunidades para manter os empregados informados e deixar que eles façam todas as perguntas. 

Uma boa comunicação também ajuda as organizações a atingir os objetivos do negócio. Isso porque todos podem contribuir de maneira mais eficiente ? como uma verdadeira equipe ? quando têm um entendimento comum da situação e das metas.
 
Fonte: Computerworld

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar