Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

ANANDTECH DETALHA MUDANÇAS NA EXIBIÇÃO DE SINAL DO IOS 4.0.1/4.1

16/07/2010

Conforme prometido em uma carta publicada em 2 de julho, a Apple liberou uma atualização para o iOS que altera a forma como a intensidade do sinal de redes celulares é exibida por iPhones. Um dos primeiros veículos de mídia a apontarem a relação entre as barras de sinal e a percepção do Death Grip® pelos usuários, o AnandTech executou testes com o novo firmware e chegou a resultados de certa forma previsíveis ? e inconvenientes para a Apple.

Como você pode ver pela imagem acima, a relação entre a intensidade do sinal e o número de barras foi completamente alterada: além de seguir uma tendência mais linear, o novo sistema amplia a faixa ao longo da qual as barras são mostradas. Antes, a última barra só desaparecia quando o sinal caía para valores inferiores a -113dB; agora isso só ocorre com quedas além de -121dB. A ampliação deste limite demonstra o quão mais sensível o iPhone 4: mesmo a -121dB, foi possível manter ligações, segundo o AnandTech.

Para efeito de comparação, você pode ver acima como é calculada a exibição de barras de sinal no Android 2.2 ?Froyo? em relação ao iOS 4 e 4.0.1/4.1. Pelo que podemos ver, ?superestimar? a qualidade do sinal exibindo o máximo de barras ao longo de um amplo espectro de intensidades de sinal não é algo exclusivo da Apple. Tal prática, querendo ou não, pode ser encarada como uma forma de mentira acerca da qualidade da cobertura de uma operadora.

Adicionalmente, o AnandTech aponta que este update não resolve o problema, mas sim altera a percepção que o usuário pode ter dele: com as mudanças acima, muito provavelmente os usuários verão menos barras de sinal na maioria dos locais (reclamações em 3, 2, 1?!) e, consequentemente, o Death Grip® os fará perder menos barras ? mas degradando o sinal exatamente da mesma maneira que antes.

Concessões

O AnandTech apontou ainda algo que deve ser levado em consideração a respeito do novo sistema de antenas do iPhone 4: apesar de estar sujeito ao Death Grip®, o aparelho de fato é mais eficiente na recepção de sinal e consegue sustentar ligações mesmo em condições nas quais um iPhone 3GS seria incapaz de manter-se conectado.

Expostos à mesma intensidade de sinal, um iPhone 4 e um iPhone 3GS
apresentam leituras bem diferentes quando segurados.

Apesar disso, quando o sinal da rede celular for de baixa qualidade, o iPhone 4 sofre bem mais que seus antecessores. Ao tocar a antena do aparelho, a atenuação é muito mais nociva que o usual, o que prejudica claramente a performance do gadget ? muito mais do que ocorreria a outros modelos de iPhone.

Tal decisão foi classificada como ?uma medida desnecessariamente arriscada, especialmente para um fabricante de smartphones?. Apesar de não ser algo que inviabilize o uso do gadget, o fenômeno é incômodo o bastante para não ser esquecido. A inconsistência aparente na ocorrência dele, inclusive, seria resultado apenas da intensidade do sinal de celular que cada usuário encontra: pessoas em locais de boa cobertura não o perceberão; pessoas em locais com má cobertura poderão perder completamente a conexão por causa disso.

Soluções?

Nisso, parece que todos concordam que uma forma fácil e rápida de evitar o problema é cobrir a antena do iPhone 4 com um material isolante, nem que seja fita adesiva. O AnandTech foi além e usou uma fita Kapton ? o padrão da indústria para circuitos impressos flexíveis ? exatamente com a mesma largura da borda metálica do iPhone. O resultado ficou esteticamente interessante:

Em novos experimentos, ainda foram experimentadas luvas de látex e mediu-se a intensidade da atenuação de sinal nestas duas novas situações. Como resultado, se recordarmos dos primeiros testes, temos que estas soluções são menos eficazes que o uso de uma case, mas ainda assim reduzem a degradação de sinal.

Conclusão

Para o AnandTech, este foi o primeiro ?momento Microsoft? da Apple, uma consequência de seu próprio sucesso. Apesar de problemas igualmente sérios terem ocorrido no passado com Macs, simplesmente não existiam usuários o bastante para formar uma horda enfurecida como ocorreu agora com o iPhone. Muita dor de cabeça também teria sido evitada se a Maçã fosse um pouco mais aberta e tivesse apresentado testes próprios mostrando o desempenho do novo sistema de antenas.

Por fim, mantém-se a recomendação de que a Apple dê Bumpers para todos os usuários do iPhone 4: com eles, o problema de atenuação de sinal ao segurar o aparelho fica perfeitamente no nível do restante da indústria de celulares. Usar materiais isolantes mais finos, apesar de reduzir significativamente o efeito do Death Grip®, não o elimina completamente.

Mas o que a Apple fará realmente, só saberemos com certeza amanhã.


Fonte: MacMagazine

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar