Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

80% DOS JOVENS BRASILEIROS JÁ TIVERAM EXPERIÊNCIAS NEGATIVAS NA WEB

14/07/2010

Uma pesquisa da Symantec, empresa de segurança, divulgada nesta terça-feira (13/7) aponta que 80% dos jovens brasileiros já tiveram uma experiência negativa durante a navegação na web. O número é superior à média global, que chega a 62%.

Entre os entrevistados, 58% disseram que já receberam convites de desconhecidos em redes sociais e 34% já assistiram a conteúdos de violência e nudez na web, além de relatos de assédios, ataques de vírus e, principalmente, de cyberbullying. 

Além disso, os jovens brasileiros passam quase 18,3 horas por semana na Internet - tempo considerado excessivo por oito em cada dez entrevistados e muito acima da média global, que é de 11,4 horas, informou o estudo.

Será então que proibir o uso da Internet é o melhor meio para proteger as crianças?

De acordo com o estudo, proibir não é a método mais eficaz.

Além das soluções disponíveis na web para monitoramento, é importante também o diálogo entre os jovens e seus pais, com conversas abertas sobre os problemas e preparando para eventuais males que possam encontrar na web.

"Os pais, por exemplo, podem verificar os sites que os filhos visitam utilizando a ferramenta "Histórico" do navegador e serviços de monitoramente de atividade na web; é importante também envolver os filhos na definição das regras familiares, e conversar sobre as experiências na Internet. A proibição tende a levar a criança a buscar o acesso em outros locais", alertou o estudo.

Foram entrevistados cerca de 7 mil adultos e 2,8 mil crianças e adolescentes com idades entre 8 e 17 anos, em 14 países diferentes.

A pesquisa que serviu de base ao Relatório Norton Online Family 2010 foi realizada no mês de fevereiro, em 14 países: Alemanha, Austrália, Brasil, Canadá, China, Espanha, Estados Unidos, França, Índia, Itália, Japão, Nova Zelândia, Reino Unido e Suécia. 

 
 
Fonte: PcWorld

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar