Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

APPLE TV TERÁ PROGRAMAS EM STREAMING POR US$0,99, DIZ SITE

12/07/2010

 

A Apple TV vai oferecer episódios de séries de TV por 0,99 dólar cada, sendo que eles serão transmitidos via streaming, sem a necessidade de download, segundo fontes. Se concretizada, a ação significa um corte pela metade nos preços e indica que a Apple vai competir de forma mais igual com rivais como Netflix, Hulu Plus e o Video On Demand da Amazon. Atualmente, o Apple TV só permite o download de programas televisivos pelo iTunes e cobra um valor médio de 1,99 dólar por episódio.

Segundo informações do site NewTeeVee, as restrições no conteúdo da Apple TV seriam semelhantes às das locações atuais no iTunes; você teria 30 dias para assistir ao seu programa de televisão e então teria acesso ilimitado ao programa por 24 horas após ter começado a assisti-lo.

Hollywood junto?
Não está claro se já existe algum produtor de conteúdo junto com a Apple nos apontados planos de streaming, e essa deve ser a maior dificuldade da companhia. Atualmente, as redes de televisão e especialmente canais como NBC, ABC, Showtime e HBO, vendem downloads de episódios individuais no iTunes por preços entre 1,99 e 2,99 dólares, dependendo se o vídeo é padrão ou em HD (alta definição). Temporadas passadas completas e passes para temporadas atuais na televisão também estão disponíveis, e normalmente com preços entre 10 e 40 dólares.

Apple TV

Segundo site americano, Apple TV pode vir a oferecer programas televisivos via streaming por US$0,99 cada.

Apesar disso, ainda não está claro o quão lucrativas são as vendas de conteúdo no iTunes ? a Apple noticiou recentemente 1,1 bilhão de dólares em vendas na sua loja virtual no segundo trimestre de 2010, mas é para se pensar em como os produtores de conteúdo reagiriam a esse plano. Especialmente se considerarmos as brigas entre a companhia de Jobs e executivos de TV em razão dos preços, mais notavelmente a separação temporária entre a Apple e a NBC em 2007.

Mas de novo, com a proliferação de outros serviços de TV via streaming, o momento pode ser oportuno para um acordo de aluguel no iTunes. Na verdade, a entrada da Apple para o mercado de episódios individuais de televisão via streaming poderia ajudar a indústria a superar um crescente problema com pirataria.

Uma defesa contra os piratas?
Juntamente com o crescimento de serviços legítimos de streaming como Hulu e AOL TV, os sites piratas de streaming também têm ganhado popularidade. Eles normalmente oferecem um catálogo muito melhor do que seus concorrentes legais graças aos usuários que gravam os shows em casa e então fazem o upload desses vídeos para locais como Megavideo e zSHARE. Outros sites então listam os vídeos no Megavideo e zSHARE e disponibilizam links para os usuários.

Pirataria por streaming tem se tornando algo tão comum que, no final de junho, autoridades federais fecharam vários sites piratas do gênereo, incluindo TV Shack e Movies-Links.tv, de acordo com o Wall Street Journal. O problema é que a execução da lei e as cortes seriam tão ineficientes em combater o streaming pirata quanto têm sido em desencorajar o compartilhamento de arquivos. Mas é inteiramente possível que um bom serviço de TV por streaming a la carte pudesse transformar os usuários de sites piratas em clientes de serviços pagos.

Apenas o mais recente rumor da Apple TV
Especular sobre a Apple TV tem sido algo recorrente nos últimos meses. Em agosto de 2009, circularam rumores de que a Apple estava querendo oferecer um serviço de TV por assinatura para competir diretamente com as empresas de televisão a cabo. Mais recentemente,  rumores sugeriam que uma Apple TV revigorada estava a caminho e viria com uma memória de armazenamento mínima e que todas as compras seriam armazenadas online em vez de um HD físico, sendo que o aparelho seria baseado no novo sistema iOS 4 e custaria apenas 99 dólares ? atualmente o modelo básico da Apple TV custa 230 dólares.
 
 
 
 
Fonte: MacWorldBRasil

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar