Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

VIDEOGAME PODE CAUSAR PROBLEMAS DE ATENÇÃO EM CRIANÇAS, DIZ ESTUDO

06/07/2010

Longo período em frente à televisão, seja surfando pelos canais ou jogando videogame, pode dificultar a concentração de crianças na escola, afirmaram psicólogos do Laboratório de Pesquisa de Mídia, da Universidade de Iowa, nesta segunda-feira, em estudo publicado na revista Pediatrics.

Enquanto os pesquisadores continuam divididos sobre a questão, os resultados estão de acordo com os últimos trabalhos que analisaram os efeitos da televisão sobre crianças, disseram eles.

"O que nós não sabemos neste momento é por qual motivo a TV e o videogame causam problemas de atenção", disse Douglas Gentile, que trabalhou no estudo.

Gentile acrescentou que o tempo de exposição em frente à tela também pode ser associado ao aumento da agressividade e, talvez menos surpreendente, ao aumento de peso.

O pesquisador disse que o novo estudo foi o primeiro a acompanhar como o videogame pode afetar as habilidades de concentração infantil ao longo do tempo.

Os pesquisadores acompanharam um grupo de mais de 1.300 crianças em idade escolar, que, assistido por seus pais, registraram o tempo em frente à TV e jogando videogame ao longo de um ano. Eles, então, pediram que os professores respondessem a perguntas sobre como as crianças se comportavam na escola -se eles tinham dificuldade de se concentrar em tarefas, por exemplo, ou se distraiam-se com frequência.

Mesmo após a contabilização de problemas de atenção quando as crianças entraram no estudo, aqueles que assistiram à televisão ou jogaram videogame em excesso tiveram um pouco mais de problemas de concentração na escola.

Especificamente, as crianças que passaram mais de duas horas por dia na frente da tela -o limite recomendado pela Academia Americana de Pediatria- aumentaram suas chances de ultrapassar o nível médio de problemas de atenção em 67%.

Os casos extremos de dificuldade de atenção, por vezes, levam a um diagnóstico de TDAH (transtorno de déficit de atenção e hiperatividade). Entre 3% e 7% das crianças em idade escolar sofrem do problema. No entanto, os pesquisadores não diagnosticaram nenhuma criança com essa condição.

Eles também testaram alunos não graduados, desta vez por meio de questionários psicológicos destinados a revelar o transtorno.

Nestes alunos, exceder o limite de duas horas diárias em frente à TV dobrou o risco de sofrer de problemas de atenção, mas nenhum foi diagnosticados com TDAH.

Gentile disse que o impacto da TV e dos videogames depende muito de outros fatores, e que não deve ser considerado dramático.

"Não é toda criança que vai ser influenciada", disse ele. "Não causa este efeito ao nosso comportamento. É uma combinação de estímulos que recebemos, a mídia é apenas uma variável.

Miriam Mulsow, um especialista em TDAH da Universidade de Tecnologia do Texas que não foi envolvida no estudo, disse que não acha que a TV ou os jogos de videogame possam causar problemas de atenção ou o transtorno.

"Há pais que trabalham em diversos empregos e não podem cuidar da criança", disse Mulsow. "O que me preocupa é que os pais pensam que eles causam o transtorno em seus filhos. Eu não acho que esse é o caso ou que os pais devam se sentir mal."

No entanto, acrescentou, "se uma criança tem tendência a desenvolver problemas de atenção, horas seguidas em frente à TV e a falta de exercícios podem agravar o quadro."

Ela disse que concorda que uma criança não deve assistir mais de duas horas de TV por dia. "Eu mesma não permito que meus filhos assistam por mais do que esse período", disse ela.
 
 
 
 
Fonte: Folha

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar