Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

TIM ADMITE PEDIR ISONOMIA À ANATEL NO USO DO CÓDIGO DA INTELIG

22/06/2010

O diretor de Assuntos Regulatórios da operadora, Mario Girasole, diz que a tele avalia a decisão tomada pela agência reguladora de beneficiar a Oi - que manteve os dois códigos de seleção de prestadora - 14 e 31. "Muito provavelmente vamos querer, sim, usar os dois, mas temos que avaliar o texto final da Anatel", afirmou.

Girasole, que participou nesta segunda-feira, 21/06, do Fórum Ibero-americano para o desenvolvimento da Banda larga, na capital paulista, foi cauteloso ao comentar a decisão da Anatel. Segundo ele, é preciso, antes de mais nada, conhecer os termos finais da decisão da agência reguladora. Girasole admite que houve, sim, a abertura de uma brecha para a revisão do marco regulatório.

"É claro que é uma decisão de um item do processo, mas foi uma definição feita pela própria agência, mas, de novo, precisamos conhecer o teor da decisão, o que, hoje, ainda não tivemos acesso", enfatizou. O diretor de Assuntos Regulatórios da TIM Brasil, no entanto, reiterou que a operadora quer, sim, manter os códigos 41, usado pela TIM, e 23, incorporado à tele em função da compra da Intelig.

Cauteloso com relação à medida, Girasole diz que tem dúvida no aspecto da regionalização do uso do código. "Não sabemos como a Anatel definiu, exatamente, essa questão. Há pontos ainda para serem conhecidos para termos uma posição mais concreta", disse.

 
 
 
 
Fonte: Convergencia Digital

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar