Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

STEVE JOBS, MIDAS DA MITOLOGIA DIGITAL?

09/06/2010

Anote aí: Steve Jobs tem tudo para ser o novo Midas da mitologia digital. Nos últimos cinco anos, tudo o que o CEO da Apple toca vira ouro.

A pepita da vez, depois do iPad, pode atender pelo nome de iAd, a plataforma publicitária que promete revolucionar as campanhas de publicidade móvel já a partir do próximo semestre.

Garantir compromissos de desembolso de US$ 60 milhões em 2010 _ o equivalente à metade das autorizações de anúncios para celular na América do Norte até o fim do ano _, antes mesmo da estreia do produto, só com reservas, não é para qualquer um.

A lista de anunciantes já confirmados inclui a AT&T, a Best Buy, as sopas Campbell, Chanel, Citi, DirecTV, GEICO, GE, JCPenney, Liberty Mutual Group, Nissan, Sears, State Farm, Target, Turner, Unilever e a Walt Disney.

O que Jobs fez de tão especial para atraí-los?

David Berkowitz arrisca uma explicação. Lembra que dispositivos móveis são projetados para facilitar a comunicação com qualquer pessoa em qualquer lugar a qualquer momento. Mas apesar de sabermos disso há tempos, nunca pensamos no celular como mais do que mero telefone com recursos de texto e dados. Steve Jobs foi o primeiro a tratá-lo como um computador social. Um computador que além de conectar as pessoas entre si, é capaz também de conectar as pessoas aos locais. E ir além? Conectar pessoas entre si dentro de determinados locais. E, além? Conectar consumidores a comerciantes?

Nada diferente do que a Google poderia fazer com a AdMob, certo? Pois é aí que, na minha opinião, entra o pulo do gato. Jobs criou um diferencial matador: um sistema de métricas confiável, associado ao sistema ViP ? Verification of iTunes Purchase.

O benefício para os anunciantes? Ter um excelente entendimento do resultado das suas campanhas, sempre atreladas a aplicativos disponíveis da App Store. A Apple promete ter controle total sobre a exposição dos anúncios (quando, onde e para quem serão mostrados).

Se Jobs não cair na tentação de impor um processo de aprovação de publicidade semelhante ao que ele tem para a App Store, estará anos-luz à frente da concorrência.

Parece as grandes marcas, pioneiras do iAd, perceberam rápido o diferencial. Outras, menos acostumadas ao mundo da publicidade móvel, perceberão?

Muitos analistas de mercado acreditam que a iAd será um incremento mais importante para o modelo de negócio da Apple que a multitarefa, embora, na prática, uma não exista sem a outra.

É esperar para ver.

 
 
 
 
Fonte: IdgNow
 
 

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar