Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

´FALSOS POSITIVOS´ DESAFIAM FABRICANTES DE ANTIVÍRUS

08/06/2010

A Symantec acredita que as empresas de segurança deveriam se concentrar na erradicação de falsos positivos - arquivos que são identificados equivocadamente como malware.

A empresa americana de software e serviços para segurança revelou que encontra de dez a 40 falsos positivos por mês. No entanto, muitos deles não chegam a afetar um grande número de usuários de PC.

Usuários de "World of Warcraft" foram afetados recentemente por um falso positivo. De acordo com Kevin Haley, gerente de produtos para a linha Norton, um erro humano resultou no isolamento do arquivo para análise. De acordo com Haley, 71% dos falsos positivos são criados por análises equivocadas.

Haley disse que a Symantec tem monitorado redes sociais, como Facebook e fóruns, na tentativa de identificar falsos positivos e restaurá-los o mais rapidamente possível.

Outras áreas
"O foco de todos está no teste em si, mas outras áreas, como ´pré-detecção´ e ´pré-análise´, têm papéis importantes na redução de falsos positivos", disse Haley.

O gerente disse ainda que, apesar de a computação em nuvem permitir a dispensa de arquivos locais de assinatura, ela não impede falsos positivos.

"Os fornecedores de antivírus deveriam se concentrar na redução de falsos positivos", disse Haley.

Falsos positivos em softwares de segurança têm sido fonte de preocupação depois que uma atualização de assinatura de antivírus da McAfee, publicada em abril, resultou na identificação de um arquivo de sistema do Windows como um vírus de baixa ameaça, inutilizando máquinas com Windows XP.
 
 
 
 
Fonte: PcWorld

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar