Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

BRASIL REPRESENTA AMÉRICA LATINA EM LISTA DE SUPERCOMPUTAÇÃO

01/06/2010

O Brasil é o único país da América Latina a ter um sistema na mais recente lista global dos 500 maiores supercomputadores, a Top500. A lista, que é atualizada semestralmente, foi divulgada nesta segunda-feira (31/5) em Hamburgo, na Alemanha, durante a Conferência Internacional de Supercomputação 2010.

O sistema brasileiro, em 86.º lugar na lista, é o do Núcleo de Atendimento em Computação de Alto Desempenho (NACAD) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Chamado Galileu, ele é composto de servidores Sun Blade x6048, com processador Xeon X5560 e 6.464 núcleos. Sua "potência", de acordo com a métrica do site, foi estimada em 430.

A edição da lista na qual o Brasil teve mais supercomputadores foi a de junho de 2004. À época, o país teve oito sistemas listados, com o melhor deles ocupando a 37.ª posição. A lista Top500 é editada desde 1993.

Os Estados Unidos encabeçam a lista com o Jaguar, do Laboratório Nacional de Oak Ridge. O sistema tem 224 mil núcleos e "potência" de 6.950. Em segundo lugar aparece a China. Seu sistema, chamado Nebulae, tem 120 mil núcleos.

Dos dez primeiros lugares, sete são dos EUA, dois da China e um da Alemanha. Mais da metade dos sistema da lista (282, ou 56,4%) estão nos EUA. O Reino Unido tem 38, ou 7,6%, enquanto a França tem 27 (5,4%).

Em termos de fornecedor, a IBM lidera o ranking, com 196 sistemas (39,2% do total). Mas ela é seguida de perto pela HP, que forneceu 186 máquinas (37,2%). A Cray vem em terceiro, com 21 máquinas instaladas (4,2% do total).
 
 
 
Fonte: Computerworld

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar