Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

TELES NÃO RECLAMARÃO DA TELEBRÁS NA JUSTIÇA, DIZ SANTANNA

26/05/2010

O presidente da Telebrás, Rogério Santanna, pede para que as teles tenham bom senso antes de contestar na Justiça a criação da nova empresa do governo que vai gerenciar o Plano Nacional de Banda Larga (PNBL). ?Eu acho que elas não vão entrar em guerra jurídica?, afirmou durante passagem pelo congresso de Tecnologia da Informação para Governo Eletrônico (Conip 2010), que abriu nesta terça-feira, 25/5, em São Paulo.

Segundo Santanna, não há impedimento legal para alteração por meio de decreto da atividade da Telebrás, criada em 1972 para operar como controladora das 27 operadoras que atuavam no Brasil, antes da privatização das telecomunicações no Brasil, em 1998. Com o PNBL, a empresa está sendo reativada para funcionar como uma prestadora de Serviços de Comunicação Multimídia (SCM).

?A Telebrás não será uma operadora. Ela vai focar na gestão do Plano Nacional de Banda larga e não  atuará na execução dos serviços?, esclarece Santanna, argumentando que a nova empresa será muito diferente da holding das teles. O papel da estatal, segundo ele, será, administrar os atores que vão participar do projeto e gerar negócios inovadores.
 
 
 
 
Fonte: IdgNow

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar