Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

BRASIL GANHA FÔLEGO PARA EMPLACAR TV DIGITAL NA ÁFRICA

21/05/2010

O Brasil ganhou fôlego adicional para convencer 14 países africanos - África do Sul, Angola, Botsuana, Congo, Lesto, Madagascar, Malawi, Maurício, Moçambique, Namíbia, Suazilândia, Tanzânia, Zâmbia e Zimbábue - a adotar o Sistema Brasileiro de TV Digital (SBTV), baseado no padrão ISDB-T (Integrated Services Digital Broadcasting - Terrestrial).

O SBTV (ou ISDB-Tb) incorporou, sobre o padrão japonês original, algumas evoluções como a compressão de vídeo MPEG-4 (o japonês usa MPEG-2), imagem de 30 quadros por segundo para dispositivos portáteis (15 quadros por segundo no padrão japonês) e o middleware (camada intermediária de software entre o hardware dos aparelhos de TV e os aplicativos) DTVi (antigo Ginga), com os módulos Ginga-NCL e Ginga-J (no padrão japonês, o módulo é BML).

Segundo a Agência Brasil, a Comunidade para o Desenvolvimento da África Austral (SADC, na sigla em inglês), que abrange os 14 países africanos, resolveu adiar a decisão sobre o padrão de TV digital que adotará. O adiamento, de dois meses, servirá para os responsáveis pelas telecomunicações dos países da SADC avaliarem o padrão ISDB-T. Antes dessa decisão, os africanos estavam propensos a adotar o padrão europeu DVB (Digital Video Broadcasting).

A decisão dos africanos se deve sobretudo à quebra da neutralidade do representante da União Internacional de Telecomunicações (UIT), David Botta, que fez considerações contrárias ao sistema nipo-brasileiro. O representante defendia também que um entendimento anterior entre a SADC e a UIT obrigava os países africanos a adotar o padrão europeu. Diante dessa postura, o governo brasileiro fez um protesto formal na UIT sobre a questão, de acordo com as informações da Agência Brasil.

Até agora, além do Brasil, mais seis países latino-americanos adotaram o padrão ISDB-Tb (ou SBTVD): Argentina, Chile, Costa Rica, Equador, Peru e Venezuela. A Costa Rica foi o último país a adotar o sistema brasileiro, que concorria com o europeu DVB e o norte-americano ATSC (Advanced Television Systems Committee).
 
 
 
Fonte: M&M Online

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar