Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

O IE VAI CONSEGUIR PARAR O AVANÇO DO GOOGLE CHROME?

10/05/2010

O navegador Chrome, da Google, brilha no mercado, e não é difícil entender a razão. Primeiro, os números: de acordo com as últimas estatísticas da NetApplications, o Chrome tem agora 6,7% do mercado de navegadores ? uma ascensão estonteante se comparado à participação zero de 2009. Os navegadores concorrentes ou estão fazendo água ou, como é o caso do Internet Explorer, à beira de uma  queda livre.

O que explica esse repentino salto do Chrome em popularidade? Eis cinco razões.

1::É muito rápido
O browser da Google é um demônio da velocidade. Os testes de desempenho da PC World demonstram que o Chrome tem os tempos mais rápidos de carga de página na comparação com competidores como Internet Explorer, Mozilla Firefox, Apple Safari e Opera. É como se o ligeiro Chrome corresse em círculos ao redor do vagaroso IE. Algumas vezes, no entanto, a necessidade de rapidez do Chrome chega a aborrecer. O navegador devolve erros de ´time out´ com frequência e falha na carga de páginas web porque, bem, é muito impaciente. Espera-se que a Google deixe os usuários ajustarem essa configuração no futuro.

2::É muito simples
Como muitos serviços e apps da Google, o Chrome enfatiza a facilidade de uso. Comparado com o IE, há poucos menus, opções e recursos para configurar. Geralmente isso é bom, mas nem sempre. Algumas vezes eu me descubro voltando ao IE para, por exemplo, usar o recursos de visualização de impressão. Dá para acrescentar isso, Google?

3::Melhor segurança
Os problemas de segurança do IE já são bastante conhecidos. Para ser justo, a Microsoft tem trabalhado com empenho para tornar seu navegador mais seguro, mas alguns problemas chatos persistem. Em comparação, o Chrome é um paraíso de proteção, em parte por causa de dois fatores: arquitetura e obscuridade. O uso, pelo Chrome, da técnica de ?sandboxing? (caixa de areia), isola os comandos da internet daqueles do sistema operacional, bem como outros aplicativos e dados, e torna mais difícil, para os hackers, carregar malware nos PCs.
 
No concurso hacker Pwn2Own realizado em março em Vancouver, no Canadá, especialistas em segurança foram capazes de hackear outros navegadores, mas não o Chrome. Na verdade, eles nem tentaram hackear o Chrome, informou o New York Times. É importante notar, contudo, que a baixa participação de mercado do Chrome também contribui para sua relativa segurança. Se você é um criador de malware, por que dirigir seus esforços para o Chrome quando o IE representa um alvo maior e mais gordo?

4::Funciona bem em micros mais velhos
Ainda existe uma grande base instalada de máquinas com Windows XP lá fora, especialmente no mercado corporativo. A rapidez do Chrome é ideal para quem usa hardware antigo, com componentes mais lentos.

5::Campanha publicitária do Chrome
A Google pode ter sido inexplicavelmente discreta com seu
friamente recebido smartphone Nexus One, mas ela não cometeu o mesmo erro com o navegador Chrome. Uma campanha na TV ajudou a apresentar o Chrome às massas, para muitos que até então nem davam importância para sua preferência de browser.

A Microsoft, é claro, vai continuar a
melhorar o Internet Explorer, tal como farão os desenvolvedores de browsers concorrentes. Mas o sucesso precoce do Google Chrome mostra que investir em simplicidade vale a pena.
 
 
 
 
Fonte: IdGNow

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar