Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

1.5 MILHÕES DE EMPREGOS PODEM SER PERDIDOS COM NOVAS REGRAS DE NEUTRALIDADE NA INTERNET

27/04/2010

As novas regras de neutralidade de rede aprovadas pela Comissão Federal de Comunicações dos Estados Unidos (FCC) poderiam levar à perda de 340 mil postos de trabalho apenas na indústria de banda larga durante os próximos dez anos, afirma um estudo financiado pelo grupo Mobile Future, que se opõe às regras.

Se a FCC adotar de fato as novas regras, cerca de 1,5 milhão de empregos da economia americana poderão estar em perigo em 2020. Além disso, o crescimento da receita no setor de banda larga cairia em um sexto, afirma o estudo realizado pelo economista especializado em telecom Coleman Bazelon, do grupo Brattle.

Bazelon previu que os investimentos no setor de banda larga diminuiriam 5 bilhões de dólares em 2011 e o número tende a crescer nos anos seguintes.

?A FCC deve ser cautelosa ao desenvolver as regras de neutralidade de Internet,  para não comprometer seus próprios objetivos de promover a banda larga e gerar empregos?, disse Bazelon.

História de sucesso
Segundo o estudo, a implantação da banda larga nos Estados Unidos é uma ?história de sucesso?. Cerca de 95% dos habitantes têm banda larga fixa e 98% usam banda larga móvel 3G.

?Qualquer mudança que afete as leis sobre banda larga deve ser bem pensada para não prejudicar o seu desenvolvimento?, aponta o estudo.

A indústria de banda larga móvel seria a principal afetada pelas novas regras, aponta o estudo do Brattle. "A internet sem fio seria particularmente afetada, porque representa a maior expectativa de crescimento na próxima década", disse Bazelon.

O estudo também aponta que qualquer crescimento no nível de emprego na área de conteúdo para web não compensaria as perdas no setor de banda larga. Segundo Bazelon, as vagas de conteúdo custam muito mais que vagas para banda larga, o que geraria uma transferência direta de lucros de banda larga para o conteúdo.
 
 
 
Fonte: PcWorld

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar