Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

TELEFONICA PODE MIGRAR MARCA PARA MOVISTAR EM 2011

23/04/2010

Lá fora, a história não é nova, mas agora pelo menos alguém fala sobre o tema: sim, em 2011 a Telefônica pode virar Movistar no Brasil, unificando marcas de telefonia móvel e fixa. Só precisa definir com a Vivo (que tem a Portugal Telecom como outro grande acionista) como (e se) o processo será feito por aqui.

Disse Fábio Bruggioni, diretor do segmento residencial da Telefônica, em um webcast na manhã desta quinta-feira:

?A marca Movistar tem duas perspectivas. A primeira é melhorar a operação e prestar um bom serviço antes de qualquer mudança ou adequação de marca. Fizemos isso desde o ano passado, com o Telefônica em Ação, que envolveu mudança de vendas, antecipação nos investimentos de rede, maior oferta de banda larga, entre outros. No final de 2009 entrou no ar o Melhorar Sempre, para continuar esse processo. 2010 será o melhor ano da Telefônica desde 1999, já tivemos o melhor trimestre, com ganho de assinantes de banda larga e telefonia fixa, além da TV por assinatura.

Quando o ano terminar, vamos entrar na discussão da Movistar. Independente do Brasil, todas as operações da Telefônica no mundo viram Movistar, com fusão da fixa com a móvel. O Brasil é diferente, sem perspectiva concreta ainda, não sabemos como fica a Vivo.

Depois desse trabalho todo (de mudanças na Telefônica), talvez ano que vem possa ser uma aposta bacana, já que tem grande mudança na proposta de valor. Éramos uma empresa que só vendia telefones, e a marca Telefônica é boa para isso. Hoje, temos telefone, banda larga e outros serviços. É uma companhia multimídia, não só de telefonia?

O que ele diz tem alguma lógica: estão em processo de colocar a casa em ordem (ainda que em meio a rumores de processos monstro de demissões e terceirização de funcionários) pra melhorar sua imagem e, no futuro, mudar a marca. A conferir.

Bruggioni ainda comentou a operação de banda larga em fibra óptica, soltando alguns números enormes:

  • 2 mil clientes hoje na cidade de São Paulo, com planos de 30 ou 100 Mbps.
  • meta para o final de 2010: 10 mil assinantes
  • em cinco anos, querem entre 200 e 300 mil assinantes
  • sobre Speedy, 100% do estado de SP está coberto, com perda de atendimento de 10% a 12% dos clientes (longe das centrais).

ADSL2, mais rápido, já está em implantação em todo o Estado. Já tem entre 100 mil e 200 mil usuários (Bruggioni não sabia o número exato).

 
 
 
 
Fonte: zumo

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar