Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

REDES POR ÁREAS FACILITAM ´NETWORKING´

29/03/2010

Depois das redes sociais profissionais, como o LinkedIn, uma outra tendência começa a ganhar força na web 2.0: as voltadas para áreas específicas.

Em vez de reunirem pessoas de diversos segmentos de atuação, elas concentram trabalhadores de um mesmo ramo --tecnologia da informação e relações públicas, por exemplo.

Para profissionais, os benefícios vêm em duas formas. Uma na troca de informação sobre novidades da área e outra na ampliação da rede de contatos.

"A tendência é que esses ambientes proliferem", afirma Augusto de Franco, especialista em redes sociais.

A explicação para esse crescimento, completa Marcelo Lagrotta, 42, consultor da M.Lagrotta Consulting, está na segmentação.

"O LinkedIn é mais abrangente. Já as redes segmentadas permitem que o profissional dê visibilidade a suas ideias e divulgue portfólios e projetos", compara.

Lagrotta criou, em 2009, o Mercado Broadsports, uma rede social que hoje conta com 646 profissionais das áreas de surfe e skate. "Havia muita dispersão de talentos e oportunidades."

Fazer essa combinação entre empresas e trabalhadores também era uma das apostas de Yuri Gitahy, 36, criador do mundo.IT. A rede, que tem 2.207 profissionais de TI, conta com notícias e vagas de emprego.

Cuidados

Os mecanismos de busca são uma das chaves para encontrar essas comunidades. A outra é procurá-las no Ning, que reúne diversos grupos de profissionais.

Após identificá-los --e antes de participar--, é bom avaliar a veracidade das informações postadas, orienta Waldir Arevolo, consultor da TGT Consult e especialista em redes sociais.
 
 
 
 
Fonte: Folha

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar