Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

VENDA PODE SER ÚLTIMA SAÍDA PARA PALM

23/03/2010

A Palm registrou uma dramática queda nas vendas dos seus smartphones que usam o sistema WebOS. Parece que a antiga fabricante de PDAs não tem para onde ir e sua derrocada é rápida, tornando-a um potencial alvo para aquisição por parte de algum concorrente do mercado.

A Palm anunciou que vendeu meros 408 mil smartphones no último trimestre fiscal. Isso representa menos de 5% da quantidade de iPhones comercializados no mesmo período, além de uma queda de 29% nas vendas em comparação com período igual em 2008.

No mais recente estudo da comScore,
o sistema móvel Android, do Google, ganhou 4,3% de mercado, passando a Palm e jogando o WebOS para o último lugar com perda de 2,1% de parcela de mercado. Com a  RIM ainda dominando o mercado, a batalha de smartphones atualmente está entre iPhone e Android, com o Windows Phone 7 surgindo como potencial competidor.

Quando a Palm lançou o smartphone Palm Pre com o Web OS no ano passado, ele foi considerado o primeiro dispositivo capaz de desafiar o iPhone. Entretanto, seu desempenho no mercado está sendo decepcionante, certamente não atingindo a todas as expectativas criadas.

Marketing não é tudo 

Muitos ainda sentem que o WebOS não é simplesmente uma competente plataforma de smartphones ? é também superior. Infelizmente, para a Palm, ser tecnicamente superior nunca significou marketing superior. É só olhar para a história de tecnologias superiores que agora são extintas: o sistema operacional IBM OS/2, o console Sega Dreamcast, os tocadores de fitas de vídeo Betamax, e o HD DVD. Marketing vence tecnologia o tempo inteiro.

A Palm não pode se apoiar na evolução. Voltar ao jogo e se tornar uma competidora no mercado de smartphones exigirá algo revolucionário.
RIM e Apple são sólidas na liderança. Palm não pode competir em marketing, com a Microsoft nem com o Google.

O Palm Pre inicialmente foi lançado apenas pela operadora Sprint, mas agora está disponível na provedora líder nos Estados Unidos e a Verizon. A AT&T também deve incluir dispositivos com o WebOS em seu portfólio esse ano.

A grande exposição é boa, mas os smartphones da Palm ainda vão ter que competir com dispositivos como iPhone e o Motorola Droid. O único fator que poderia atrair o público para a plataforma seria dar o aparelho de graça, o que pode garantir parcela de mercado, mas resultaria em perda de receita.

Aquisição como saída

A melhor possibilidade para a Palm no futuro é ser comprada. Infelizmente para a empresa, potenciais compradores são limitados. A Apple não tem necessidade de nova aquisição. A Microsoft e Google já estão investindo nos seus próprios ?matadores de iPhone?.

A Nokia foi apontada como uma possível compradora da Palm, mas a recente aliança com a Intel para desenvolvimento de smartphones com a plataforma MeeGo, baseada no Linux, significa que a empresa está indo em uma outra direção. Isso deixa apenas a RIM no páreo.

A RIM ganhou 1,7% de mercado de acordo com a comScore, e está confortavelmente na liderança do mercado, mas a plataforma BlackBerry não é inovadora e perdeu muito do apelo. A RIM está basicamente se segurando no mercado corporativo, e oferece pouco para competir com o iPhone e com a crescente lista de dispositivos da nova geração.

A RIM pode se beneficiar da compra da Palm incorporando inovações do WebOS para criar uma versão mais completa do BlackBerry. Sem uma possível troca entre as empresas, a Palm pode em breve ser extinta, e a RIM corre o risco de estagnar e assistir a participação no mercado cair enquanto crescem Apple, Google e Microsoft.
 
 
 
Fonte: Computerworld

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar