Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

EMPRESAS PREFEREM MIGRAR PARA O WINDOWS 7 E MANTER HARDWARE ATUAL

15/03/2010

Entre 70% das empresas norte-americanas ouvidas por Computerworld que pretendem migrar para o Windows 7x, a maioria prefere fazer a migração sem atualizar o parque de hardware.

Para o hardware atual que atende aos requerimentos do Windows 7, todos os problemas comuns de atualização se aplicam. ?Instalações do zero são rápidas, afirma o vice-presidente de infraestrutura da ModusLink Global Solutions, Art Sebastiano. Por outro lado, enquanto a atualização do Vista para o Windows 7 é direta, mover perfis e arquivos do XP é um pouco mais trabalhoso. Sebastiano pretende utilizar o software PCmover, da Laplink Software, para agilizar o processo.

A compatibilidade de aplicativos também é um problema em potencial, particularmente para softwares mais antigos. A farmácia online Axium Healthcare Pharmacy está usando algumas aplicações internas desenvolvidas em Visual Basic 6 que não rodam no Windows 7, nem mesmo no Modo XP. ?Muitos dos controles ActiveX não funcionam?, afirma o diretor de TI da empresa, Norbert Cointerpoix.

Mas o arquiteto da BEST Technology Services, Matt Okuma constatou que alguns aplicativos funcionam melhor. Ele diz que seu software de comunicações unificadas da Cisco nunca funcionou corretamente em cerca de 100 das suas máquinas com Windows Vista. Algumas delas, diz Okuma, tiveram que voltar para o Windows XP. No Windows 7, por outro lado, o programa funciona corretamente. ?Amamos isso. Tudo simplesmente funciona?, diz ele. Ou quase. Inicialmente, as máquinas com Windows 7 não conseguiam se conectar ao servidor Proxy iPrism da empresa, mas Okuma diz que a fabricante St. Bernard Software ofereceu uma correção rapidamente. Ele planeja integrar o Windows 7 para todos os 3.500 usuários da companhia no próximo ano.

Por que sua organização planeja atualizar?

  • Pulamos o Vista, mas o XP está velho ? 64%
  • Manter os sistemas em dia ? 45%
  • Pagamos por ele como parte do licenciamento da empresa  - 24%
  • Melhorias de segurança ? 22%
  • Adotando novos softwares de desktop ou servidor ? 12%

Fonte: Computerworld/EUA (205 entrevistados)

 


O dilema do IE8
A boa notícia é que o Internet Explorer 8 segue os padrões da indústria melhor do que o IE7 e o IE6. A má notícia: a falta de compatibilidade com versões anteriores do navegador da Microsoft pode trazer problemas para alguns websites e aplicações desenvolvidos para trabalhar com essas versões ? especialmente o IE6. Mais da metade dos entrevistados (53%) disseram que alguns aplicativos não funcionarão com o IE8.

?Se você tem aplicativos escritos para o IE6, você terá alguns problemas?, afirma Silver, que também alerta dizendo que o IE8 executa com menos direitos de usuários no Windows 7 do que no XP. Segundo um assessor da Microsoft, os administradores podem configurar as máquinas com Windows 7 para executar versões anteriores do IE no Modo XP caso seja necessário.

Se você não vai migrar para o Windows 7, qual o motivo?

  • Benefícios não suficientes para justificar a adoção ? 59%
  • Custo ? 44%
  • Não há necessidade ? 44%
  • Gastaria muito tempo ? 38%
  • Migrando para outro sistema operacional ? 19%

Fonte: Computerworld/EUA (32 entrevistados)

A Premier Health Partner tem uma aplicação especial para imagens que ainda requer o IE6, além de uma aplicação clínica que requer o IE7. ?Estamos num dilema aqui?, afirma o diretor de infraestrutura da empresa, Sam Seay. Enquanto existe a possibilidade de usar o modo de compatibilidade do XP para tentar rodar o IE6 e o IE7 em algumas máquinas, Seay prefere esperar o suporte do fabricante ao IE8.

?O maior problema é se certificar de que você fará testes de compatibilidade de aplicativos?, afirma o chefe de insfraestrutura da Pella Corp, Jim Thomas. A equipe de TI da empresa tem que atualizar os softwares e trabalhar em alguns problemas nas cerca de 400 aplicações da empresa. A Pella ainda está testando a compatibilidade; a empresa começou com os softwares mais utilizados, em termos de número de usuários. ?Nosso problema tem sido em aplicativos mais velhos que não seguiam as linhas de desenvolvimento atuais?, afirma Thomas, exlpicando que a Pella teve que fazer ?pequenos ajustes? em cerca de 20% de seus aplicativos, ou, se fosse o caso, atualizá-los.

No fim das contas, depois de mais de oito anos vivendo com o XP, a maioria das organizações finalmente está confortável em dar um passo a frente. Shane se sente seguro de que a transição. O diretor de um escritório da consultoria Milliman, Paul Shane, está confiante de que a atualização será suave em sua empresa. ?Não é apenas algo completamente novo?, diz Shane. ?Eles apenas fizeram um Vista melhor.?
 
 
 
 
Fonte: Folha

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar