Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

NOVO WINDOWS NEM SEMPRE SE COMUNICA COM EQUIPAMENTOS ANTIGOS

08/03/2010

Computadores parecem seguir aquela velha recomendação: não converse com estranhos. Para que um PC se comunique com periféricos (impressoras, scanners, entre outros equipamentos), eles têm que ser compatíveis.

Uma das razões para o fracasso do Windows Vista foi a sua falta de capacidade para se comunicar com periféricos feitos para o XP. Após a lição, a Microsoft concentrou esforços para garantir a compatibilidade deles com o Windows 7. A melhora foi nítida, segundo a imprensa especializada. Porém alguns problemas permanecem e nem sempre o Windows 7 conversa com o passado.

Christof Stache -22.out.09/AP
Nem sempre o Windows 7 conversa e se conecta com equipamentos mais antigos
Nem sempre o Windows 7 conversa e se conecta com equipamentos mais antigos

A chegada de um novo sistema operacional pode significar que periféricos fiquem sem seus drivers. Os drivers são programas de comunicação que fazem a interação entre um PC e um outro aparelho. São eles que fazem equipamentos deixarem de ser "estranhos" ao computador. Sem eles, o periférico não funciona.

O problema é que cada modelo de equipamento tem o seu próprio driver, que, por sua vez, precisa ser desenvolvido para cada sistema operacional. Com algumas exceções, dificilmente um driver antigo vai conversar com um sistema operacional novo. O número desses programas é grande, assim como o tempo e o dinheiro necessários para desenvolvê-los. Nem sempre os fabricantes e a Microsoft veem vantagem em continuar desenvolvendo para o passado.

Para quem quer migrar para o 7, mas deseja ver seus periféricos funcionando, o desafio é encontrar os drivers.

Diferentemente de versões antigas, o Windows 7 tem menos drivers já incorporados ao sistema e depende mais da internet para buscá-los, em um processo parecido com o das atualizações automáticas de segurança. Sem conexão à rede, as chances de compatibilidade entre o 7 e periféricos diminuem.

Porém estar ligado à rede também não garante compatibilidade, pois nem sempre a Microsoft tem os drivers disponíveis on-line. Estando conectado, é torcer para o fabricante do periférico ter disponibilizado o driver em seu site.

No caso de impressoras multifuncionais, encontrar o driver também não é garantia de total funcionamento. Eles podem dar suporte parcial ao equipamento, o que significa que ele pode manter funções básicas como impressão, mas perder as outras, como scanner e fax.
 
 
 
Fonte: Folha

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar