Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

INTEL E MICRON PODEM ANUNCIAR HOJE CHIPS FLASH DE 25 NANÔMETROS

02/02/2010 01:00:00

A Intel e a Micron devem anunciar nesta segunda-feira (1/2) dos primeiros chips de memória com tecnologia de 25 nanômetros (nm). O anúncio será feito por meio da IM Flash Technologies, joint venture entre as empresas.

O novo chip NAND flash de 64 gigabits (8 gigabytes) MLC (células multicamada, pela sigla em inglês) dará às empresas uma significativa redução de custos sobre os fabricantes concorrentes, segundo relatório divulgado inadvertidamente pela Objective Analysis, antes do anúncio oficial das empresas envolvidas. 

Um representante da fabricante de chips Intel confirmou que os novos componentes foram projetados para ser usados em smartphones, discos de estado sólido (SSD) e players portáteis de mídia tais como iPods. ?Esperamos que a produção [dos componentes] comece já no segundo trimestre [de 2010]?, informou a Intel por e-mail.

O uso da tecnologia de 25 nanômetros irá colocar a Intel e a Micron bem à frente dos rivais na indústria de memórias flash. A Samsung Electronics, a maior fabricante mundial desses componentes começa, este ano, a trabalhar com a tecnologia de 30 nm e só deve ter produtos prontos no final de 2010.

Intel_flash_memory

A unidade de medida nanômetro é utiliza para descrever o tamanho microscópico de transistores e outras partes dos chips e corresponde a bilionésima parte de um metro, ou o equivalente ao tamanho de alguns poucos átomos combinados.

O desenvolvimento de processos de produção de chips cada vez menos é crucial para que a indústria possa atender a demanda do mercado por dispositivos de tamanhos reduzidos, mas capazes de desempenhar várias funções, tais como smartphones que também são players de música e vídeo, câmeras fotografias e computadores.

Além disso, a tecnologia permite que os componentes ofereçam melhor desempenho ao mesmo tempo em que consomem menos energia, colaborando para maior autonomia da bateria de dispositivos portáteis.

Avanços na tecnologia utilizada pela indústria de chips contribuem ainda para a redução de custos de produção ao longo do tempo e isto reflete em benefício direto para os consumidores destes produtos.

A Objective Analysis estima que o custo de fabricação de chips flash de 25 nm fique em torno de 50 centavos de dólar por gigabyte (GB), comparado aos 75 centavos de dólar por GB dos atuais chips de 45 nm. O preço de mercado desse componente deve ficar em torno de 2 dólares por GB, segunda o Objective Analysis, patamar em que deve ser mantido ao longo deste ano.

A empresa de pesquisa informou ainda que a Intel e a Micron já entregaram amostras do novo chip para seus clientes para que eles possam dar início a projetos de design.

Tanto a Intel quando a Micron começaram a usar a tecnologia de 34 nm em seus chips flash em maio de 2008, o que significa que o avança para os 25 nm levou cerca de um ano e meio.

Na sexta-feira (29/1), a Samsung reportou em conferência com investidores que o quarto trimestre de 2009 foi marcado por uma forte demanda por produtos com memória flash embarcada. A empresa diz que estes componentes podem faltar no mercado porque muitos fabricantes de memória flash foram impactados pela crise econômica ao longo de 2009, não sendo capazes e ampliar a capacidade produtiva nem atualizar fábricas já existentes para que sejam capazes de trabalhar com tecnologias mais atuais.
 
 
Fonte: PcWorld

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar