Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

APERTEM OS CINTOS, A AAPL CAIU! AGORA ENTENDA O PORQUÊ

25/01/2010 01:00:00

Tudo ia muito bem no mercado financeiro, com a AAPL atingindo uma alta marcante ao longo desta semana. Sexta-feira, porém, algo aconteceu e tudo começou a despencar (e eu achei bizarro). A primeira coisa que um leigo pensa é ?O fim dos tempos era pra começar numa sexta 23?? Bem, a causa para esse gráfico no vermelho é quase idiota, de tão tosca: burrice computacional combinada com maquiavelismo humano, segundo apurou o Fortune Brainstorm Tech.

Há um princípio de ?estilingue? que influi no mercado de ações e é responsável por quedas e subidas no valor de ações, estas sempre proporcionais àquelas. Por esse sistema, uma grande queda antecederia uma subida respeitável ? e justo às vésperas do anúncio de resultados da Maçã, que ocorrerá na segunda-feira. Contudo, uma atitude inesperada do Deutsche Bank serviu de estopim para uma queda mais acentuada: do nada, o banco retirou a Apple de sua lista de compras a curto prazo. A CNBC pegou o ato no ar e o chamou logo de downgrade, o que fez o mercado perguntar ?COMASSIM?!?

O que houve, na verdade, foi uma ação automatizada do sistema, que retirou a Apple da lista em seu aniversário de seis meses, como sempre acontece. Contudo, o Deutsche Bank ficou quietinho e não desmentiu o anúncio impreciso da mídia ? maquiavélico. A CNBC ainda tentou corrigir o engodo, mas era tarde demais: o impulso já estava se retroalimentando. O resultado foi que, faltando um minuto para o fechamento dos mercados e com o preço da AAPL em vertiginosa queda, 1,65 milhão de papéis trocaram de mãos, enquanto a capitalização de mercado da Maçã diminuiu US$9,3 bilhões. Tem gente que vai lucrar pra caramba quando subir de novo?

Tudo indica que o pior já passou. Ninguém espera um resultado ruim nos resultados que serão anunciados dia 25, então esta queda pode ser vista como um momento de insanidade coletiva na bolsa de valores, mas fica aí a prova do quanto as jogadas no mercado de ações podem ser sub-reptícias. Coisa feia, Deutsche Bank!
 
 
 
Fonte: MAcMAgazine

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar