Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

EM 2010, ORÇAMENTO DE TI DEVE VOLTAR AOS NÍVEIS DE 2005

21/01/2010 01:00:00

Os orçamentos de TI vão crescer apenas por uma média global ponderada de 1,3% em termos nominais em 2010, se comparado com os níveis de 2009, quando os negócios em TI sofreram redução de 8,1%, afirmou a empresa de pesquisas Garner nesta terça-feira (19/1).

O ano de 2009 foi o mais desafiador para TI desde que essa pesquisa começou, em 1999. Os CIOs tiveram de enfrentar múltiplos cortes de orçamento que fizeram virar vapor os quatro anos anteriores de aumento de investimentos, o que deu aos executivos da área basicamente o mesmo nível de recursos que tinham em 2005, concluiu a empresa.

Apesar de haver alguns sinais de recuperação nas projeções para 2010, elas não vão superar os cortes do ano passado, salientou o Gartner.

126 bilhões
A pesquisa global com CIOs foi conduzida pelo Gartner Executive Program de setembro a dezembro de 2009 e leva em conta os planos orçamentários informados pelos executivos neste período. A pesquisa foi feita com base nas respostas de 1.586 CIOs, que juntos representam mais de 126 bilhões de dólares em gastos, distribuídos por 41 países e 27 setores da indústria.

"2009 foi o ano mais desafiador para os CIOs dos setores público e privado. Foi quando eles enfrentaram múltiplos cortes de orçamento, adiaram gastos e aumentaram a demanda por serviços com recursos reduzidos", disse Mark McDonald, vice-presidente de grupo e chefe de pesquisa do Gartner EXP. "Isso deve mudar em 2010, à medida que a economia sai da recessão e começa a se recuperar, e as empresas mudam suas estratégias, da eficiência baseada no corte de custos à produtividade da criação de valor".

McDonald disse que apesar de as tecnologias passarem por uma transição das soluções operadas pelo próprio dono para as de serviços, os CIOs estão, por sua vez, mudando a TI para além da mero gerenciamento de recursos, e estão assumindo também a responsabilidade pelos resultados de gestão.

"A transição dá à empresa e à TI a oportunidade de se reposicionarem a si mesmas e de explorar as severas ações corretivas levadas a cabo durante a recessão", disse. "Os CIOs veem 2010 como uma oportunidade de acelerar a transição da TI de uma função de suporte para a de um contribuinte estratégico focado na inovação e na vantagem competitiva. Eles tem esperado por isso por anos, mas as mudanças tecnológicas, estratégicas e econômicas só tornaram isso possível agora".

No curto prazo, as expectativas de negócio e as estratégias do CIO aparecem estáveis, com um foco continuado na melhoria dos processos de negócio, na redução de custo e no uso de ferramentas analíticas.

De acordo com o Gartner, as 10 principais prioridades, da maior para a menor, são:

- melhoria no processo do negócio;
- redução dos custos corporativos;
- crescimento no uso de informação e de ferramentas analíticas;
- melhoria na efetividade da força de trabalho;
- atração e retenção de novos clientes;
- gestão de iniciativas de mudança;
- criação de novos produtos e serviços (inovação);
- abordagem mais eficiente de clientes e de mercados;
- consolidação de operações de negócio;
- expansão das relações atuais com o consumidor.

As 10 principais prioridades em tecnologia, em ordem decrescente, são:

- virtualização;
- cloud computing;
- Web 2.0;
- comunicações em rede, por voz e dados;
- inteligência de negócios;
- tecnologias móveis;
- gerenciamento e armazenamento de dados e de documentos;
- aplicações e arquitetura orientadas a serviço;
- tecnologias de segurança;
- gestão de TI.
 
 
 
 
Fonte: IdGNow

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar