Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

WINDOWS 7 SERÁ ÚLTIMO A TER ÊXITO NO ATUAL MODELO DE COMPUTAÇÃO

24/12/2009 01:00:00

O Windows 7 pode representar o último sistema sistema operacional de massa do Windows no modelo atual, marcando o período no qual o mercado migrará para uma realidade na qual o desktop não será mais o centro do universo do usuário final. A análise é da consultoria International Data Corporation (IDC).

De acordo com o analista da IDC, Al Gillen, o ciclo de migração para o Windows 7 vai durar de cinco a sete anos, mas durante este período a indústria se transformará o suficiente para que o próximo lançamento da Microsoft apareça em um mundo muito menos centralizado em torno do PC.

Gillen ressalta não estar prevendo a morte do Windows. Ao contrário, o analista imagina que o Windows 7 será um grande sucesso da Microsoft. ?Vejo que o sucesso já apareceu. O problema é que o sucesso vem justamente em um espaço do mercado no qual as preferências dos consumidores migrarão para um modelo totalmente diferente em breve?.

Ele aponta a televisão como uma boa analogia. ?Se antes a televisão era absoluta nos lares, hoje ela não ocupa mais o centro do universo de uma casa. O próprio computador foi um apelo que ajudou a diminuir esse papel?, compara.

O analista acrescenta que o mercado para o Windows não desaparecerá. O sistema continuará dominando PCs e será mais uma opção entre tantas outras para um mercado que contará com todos os dispositivos móveis que já existem e que ainda surgirão. O analista afirma que tais dispositivos rodarão softwares de código aberto e outros sistemas que não são Windows.

Um exemplo já se mostra no mercado de smartphones. A Microsoft não obteve sucesso, ao contrário de Android, Apple (iPhone) e Palm. A companhia sabe bem do futuro que a aguarda, segundo o analista. E já providencia novas plataformas para continuar tendo espaço no mercado. Uma das mais expressivas é a Azure, plataforma de computação em nuvem da Microsoft.
 
 
Fonte: Computerworld

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar