Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

PRODUÇÕES NACIONAIS RECEBERÃO ATÉ R$ 81 MI PELO FSA

21/12/2009 01:00:00

Estão abertas as inscrições para os novos editais do Fundo Setorial do Audiovisual (FSA). Ao todo, os investimentos por meio de quatro programas - três deles voltados para cinema (produção, distribuição e comercialização) e um para TV (apenas produção) - podem chegar aos R$ 81,5 milhões.

As propostas para todas as linhas podem ser enviadas até 10 de fevereiro de 2010. Disponíveis no hot site do FSA (clique aqui para acessar) e da Finep (clique aqui), os editais são divididos por diferentes atividades da cadeia produtiva: produção de longa-metragem (linha A), produção de obras para televisão (linha B), aquisição de direitos de distribuição de longa-metragem (linha C) e comercialização de longa-metragem (linha D).

Entre os critérios de avaliação dos projetos estão o histórico da empresa proponente, a compatibilidade entre o orçamento do projeto, sua perspectiva de retorno comercial e os aspectos artísticos da obra.

Em 2009, seu primeiro ano de operação, o FSA já se tornou o principal mecanismo da política pública de incentivo ao audiovisual no País. Os investimentos feitos prevêem participação na receita obtida pela obra.

Conheça as características e os recursos disponíveis para cada uma das linhas do FSA.

Linha A - Dedicada às operações de investimento em longa-metragem, incluindo projetos de co-produção internacional. Cada proponente poderá inscrever até 3 propostas; 50 projetos serão convocados para a defesa oral. Recursos disponíveis: R$ 33,7 milhões.

Linha B - Voltada para operações de investimento em produção independente de obras audiovisuais brasileiras para televisão, privada ou pública, aberta ou por assinatura, incluindo projetos de co-produção internacional. Serão aceitos projetos nos formatos de obra seriada e minissérie. Cada proponente poderá inscrever até 3 projetos; 28 projetos serão convocados para a defesa oral. Recursos disponíveis: R$ 17,7 milhões.

Linha C - Dedicada a operações de investimento em aquisição de direitos de distribuição de longa-metragem, com utilização dos recursos na produção da obra, para exploração comercial em todos os segmentos de mercado. Cada proponente poderá inscrever até 3 propostas; 18 projetos serão convocados para a defesa oral. Recursos disponíveis: R$ 22,5 milhões.

Linha D - Voltada para operações de investimento em comercialização de longa-metragem, de produção independente, para exibição em salas de cinema no país. Cada proponente poderá inscrever até 3 projetos, sendo que um desses pode ser carteira de até 5 obras cinematográficas; 18 propostas serão convocadas para a defesa oral. Recursos disponíveis: R$ 7,5 milhões.
 
Fonte: M&M Online

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar