Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

NOVO CELULAR DA MOTOROLA AMEAÇA BLACKBERRY, DIZEM ANALISTAS

24/11/2009 01:00:00

O Droid, novo smartphone da Motorola, deve ser presença garantida nas listas de compras de Natal dos consumidores norte-americanos este ano, compartilhando a preferência por modelos como Pre, da Palm, e BlackBerry, da Research In Motion (RIM).

O marketing pesado feito pela operadora Verizon Wireless irá ajudar as vendas do que a Motorola espera ser o produto de sua retomada, embora o Droid ainda deva ficar bem atrás do BlackBerry ou do iPhone, da Apple, em vendas totais, afirmam analistas.

Reprodução
Celular Droid, da Motorola, deve ameaçar as vendas do BlackBerry, dizem analistas
Celular Droid, da Motorola, deve ameaçar as vendas do BlackBerry, afirmam analistas

A Verizon Wireless, líder em telefonia celular nos Estados Unidos e controlada por Verizon Communications e Vodafone Group, também busca uma retomada para si, após perder sua participação de mercado no terceiro trimestre para a AT&T, que tem contrato de exclusividade para o iPhone.

"Parece que as primeiras reações ao Droid foram bastante positivas", disse o analista Michael McCormack, do JPMorgan. "Não há dúvida de que veremos resultados melhores da Verizon [que os do terceiro trimestre]", acrescentou.

É esperado que a Motorola venda entre 500 mil e 1 milhão de unidades do aparelho no quarto trimestre, segundo estimativas de quatro analistas. Isso seria um bom começo para a empresa, que vem perdendo espaço para a concorrência há mais de dois anos.

"O Droid está roubando as vendas de concorrentes na Verizon", disse o analista Ed Snyder, da Charter Equity Research, acrescentando que as promoções da Verizon para o Droid são um problema para a RIM.

Ele afirmou que a RIM não têm uma linha de produtos muito interessante para este Natal, diferentemente de um ano atrás, quando o BlackBerry Storm era o principal aparelho no catálogo da Verizon.

O BlackBerry Storm chamou a atenção no mercado por ser o primeiro celular sensível a toque da RIM, ao passo que a última leva de BlackBerrys é, na maior parte, apenas versões atualizadas de modelos antigos, segundo analistas.

"Não há nada de novo na história do BlackBerry no momento", disse Snyder, da Charter Equity Research. "No ano passado, [o Storm] era o único espetáculo da Verizon."
 
 
 
Fonte: Folha

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar