Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

VIDEOGAME BRASILEIRO

17/11/2009 01:00:00

O Zeebo, videogame brasileiro que utiliza a rede 3G para download de jogos, em maio agitou o mercado online. Em setembro, ganhou novos jogos e baixou de preço. E, a partir de agora, começa ser vendido em todo o território nacional.

Além dessa novidade, vem aí outra grande e uma agradável surpresa: de R$ 399,00, o Zeebo passa a custar R$ 299,00. Também, até o Natal, outros quinze novos jogos estarão disponíveis para download, entre eles títulos das linhas Zeebo Extreme e Zeebo Boomerang Sports. Com isso, o console já soma mais de quarenta títulos disponíveis com preços a partir de R$ 9,90.

Além do Brasil, outro mercado em que o Zeebo está com força é no México. No início deste mês, o console começou a ser vendido em mais de dois mil pontos de venda daquele país, garantindo, antecipadamente, a redução de preço do produto em nível mundial, inclusive no Brasil.

?Com as vendas no mercado mexicano, os componentes do Zeebo passam a ser produzidos em maior escala e por um custo menor, o que torna possível a redução do preço do videogame em todo o mundo?, comenta Fernando Fischer, CEO da Tectoy.

Segundo Fischer, além da composição melhor de custo, o câmbio estável e o volume de downloads de jogos também permitiram lançar o Zeebo em nível nacional por um preço bem menor do que o inicialmente previsto e mais acessível. Vale reforçar que de maio a outubro de 2009 o Zeebo esteve à venda apenas nas lojas da cidade do Rio de Janeiro e nas lojas virtuais.

Os quinze novos jogos que chegam até o Natal, junto com os outros títulos de sucesso que já fazem parte do catálogo do Zeebo, podem ser conferidos no site do videogame. Entre eles estão Galaxy on Fire, Tekken 2, Residente Evil 4 e Zeebo Family Pack.

?Considerando que o Zeebo já vem com seis jogos na memória, até o final do ano o videogame terá mais de quarenta títulos, número imbatível para um console que tem menos de um ano de vida e, para 2010, serão mais de cem títulos disponíveis?, lembra Sergio Buch Jr., gerente de negócios da Tectoy.




 
Fonte: PcMagazine

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar