Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

O DELL ALIENWARE M17X VEM DE OUTRO MUNDO

06/11/2009 01:00:00


Com toda a extravagância que o fato merece, um alienígena aterrissou no INFOLAB para uma autópsia, digo, uma extensa bateria de testes. Preto, mas cheio de luzes coloridas, o
Dell Alienware M17x não veio à Terra para destruir a raça humana, mas para trazer alegria aos gamers maníacos que tiverem 7.999 reais sobrando. Trata-se apenas de um notebook (e na versão básica, acredite), mas tem a robustez e a configuração necessárias para encarar a jogatina pesada com os amigos da lan house.

O modelo testado veio com processador Core 2 Quad Q9000, de 2 GHz, 4 GB de memória (são dois pentes de 2 GB, com frequência de 1.066 MHz) e 250 GB para armazenamento em HD. O sistema gráfico trabalha com duas
placas de vídeo: a offboard NVIDIA GeForce GTX 260M e a integrada GeForce 9400M. No total, há 1 GB de memória dedicada para vídeo. A máquina veio com Windows Vista Home Premium, mas essa opção não está mais disponível na loja online da Dell, que promoveu o upgrade de tudo para Windows 7.

Como não poderia deixar de ser, o micro aposta num design chamativo, mas apenas quando ele está ligado. Com as luzes apagadas, o
Alienware só não passa despercebido por causa do tamanho e do peso. O laptop tem 5,3 quilos e mede 40,6 por 4,9 por 32,4 centímetros. Tem acabamento em preto fosco e aspecto quadradão, sem aqueles exageros de asas de dragão, raios flamejantes ou coisas do tipo. Ao apertar o botão de ligar, o usuário se depara com uma porção de luzes. O teclado é iluminado, assim como o touchpad, o logotipo na tela, os alto-falantes na base e a cabeça do extraterrestre que fica na tampa. Cada item pode ter uma das 20 cores diferentes, configuráveis via software.

Um alien parrudo



Só de pegar o Alienware M17x na mão, já se percebe que a construção é extremamente robusta. Quando você aperta um botão, os outros em volta não afundam, e parece que há molas por baixo das teclas para aguentar o tranco de um jogador estabanado. A tela coberta com uma camada grossa de acrílico tem o nível certo de resistência: há um leve jogo, quando torcida, mas não parece que vai quebrar com movimentos bruscos, nem faz aqueles rangidos tradicionais.

Para jogar, o teclado é ótimo. Os botões grandes e côncavos facilitam as ações do gamer quando ele precisa acertar uma tecla com agilidade. Mas quem digita longos textos não sente o mesmo conforto. O teclado parece molenga demais e causa certa estranheza para quem está acostumado com um
notebook tradicional para trabalho. Não há diferença expressiva na disposição das teclas, embora o modelo siga o padrão americano, sem cedilha.

O que mais incomoda nesse micro é a posição do touchpad. Ele fica centralizado em relação ao teclado principal, e não no meio da base. O que dá esse aspecto de torto é o teclado numérico. Outra coisa que pode dificultar o uso é a identificação das funções especiais nas teclas superiores. Não há cores para diferenciar esses atalhos, pois tudo fica iluminado na mesma tonalidade. No princípio, isso pode ser confuso, mas depois o usuário se acostuma.

O espaço para apoiar os pulsos é grande, mas as bordas do
notebook não são arredondadas. Por causa disso, depois de digitar por alguns minutos, as quinas pontudas começam a incomodar. A tela de 17 polegadas tem ótima definição para jogar e também para assistir filmes. Mas, nessa versão intermediária, ela não é full HD - sua resolução máxima é de 1.440 por 900 pixels. Para quem deseja tirar o máximo de qualidade dos jogos, o melhor é escolher o monitor de 1.080p, quando for configurar a máquina pelo site da Dell.

Estressando o brinquedo



Nos testes de performance realizados pelo INFOLAB, os resultados mostraram que o Alienware M17x consegue rodar qualquer jogo tranquilamente, mesmo com os efeitos de vídeo no máximo. Porém, o desempenho ficou um pouco abaixo do que esperávamos. No PCMark Vantage, o Alienware marcou 4.933 pontos, e no 3DMark06, anotou 10.199 pontos. Com isso, o notebook fica apenas um pouco acima dos modelos já antigos da Asus e da Microboard mostrados abaixo. Duas coisas agradaram muito: o ruído não é excessivo e a refrigeração dá conta do recado.

Índice do Vista (em pontos)
Barras maiores indicam melhor desempenho geral

Dell Alienware M17x
5,5

Asus G70s
5,2

Microboard Orion
5,1



PCMark Vantage (em pontos)
Barras maiores indicam melhor desempenho geral

Dell Alienware M17x
4.933

Microboard Orion
4.543

Asus G70s
3.777



3DMark06 (em pontos)
Barras maiores indicam melhor desempenho de vídeo

Dell Alienware M17x
10.199

Microboard Orion
8.936

Asus G70s
8.504



Vale destacar a excelente performance do micro nos testes de áudio. O volume máximo é impressionante para um notebook, assim como a definição dos graves e agudos. Seguramente, é o melhor som que já ouvimos de um laptop - além de ver filmes e jogar, ele permite até deixar rolando música num ambiente pequeno, caso suas pretensões não sejam promover uma balada. Ponto para a controladora da NVIDIA, aliada aos dois alto-falantes localizados na parte da frente.
 
 
 
 
Fonte: Info
 

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar