Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

INSTABILIDADE NO SERVIÇO É NORMAL, DIZEM OPERADORAS

06/11/2009 01:00:00

As operadoras citadas pelo Idec na pesquisa que indicou resultados insatisfatórios na prestação de serviços de banda larga móvel informam que a instabilidade no serviço pode ocorrer devido a fatores externos à rede.


A Claro informou por meio da sua assessoria de imprensa que as informações sobre "Condições de Uso Banda Larga 3G" podem ser acessadas no site da operadora.

"A operadora mantém o objetivo constante de prestar serviços com qualidade a seus clientes. No caso de ocorrerem fatores externos, independentes da sua ação ou vontade, que podem influenciar diretamente na velocidade de tráfego dos Planos Banda Larga 3G, a Claro garante, no mínimo, 10% da velocidade nominal contratada dentro de sua rede. Essa prática é adotada para os serviços de banda larga", declara a nota.

A Claro afirma ainda que continua trabalhando na ampliação de rede para adequar a alta demanda do serviço à capacidade instalada.

Por meio de sua assessoria, a TIM declara que, em relação à fidelização, a operadora tem embasamento na Resolução do Serviço Móvel Pessoal (SMP) e que na publicidade aparecem apenas as informações gerais dos serviços.

Em relação ao limite de volume de dados, a TIM informa que a velocidade pode variar, mas que não há limite de tráfego do volume de dados. Com relação à possibilidade de suspensão do serviço, a empresa acolhe a observação do Idec e diz que irá disponibilizar essa informação em todos os canais de comunicação.

A Oi, pela sua assessoria, afirma que as informações sobre as ofertas e os serviços prestados pela operadora estão disponíveis no site da companhia e na central de atendimento, além de detalhados em suas campanhas publicitárias.

A operadora afirma oferecer aos seus clientes de banda larga 3G um período de degustação gratuito de 2 meses para que ele possa testar o serviço. Caso não queira permanecer com o serviço, o cliente pode cancelá-lo sem cobrança de multa, assim como acontece em todos os planos da Oi.

Ainda, a Oi informa que a velocidade (taxa de transmissão) dos serviços 3G pode sofrer oscilações e variações em qualquer localidade do mundo, devido a fatores externos. "Por isso a Oi entende que o serviço 3G deve ser complementar à banda larga fixa e não substituto", completa a nota.

Quanto à acusação do Idec de que a Vivo exige a permanência do usuário no serviço por pelo menos um ano, a operadora informou por meio de sua assessoria de imprensa que a "fidelização ocorre apenas nos casos de desconto ou doação do aparelho celular/modem", portanto, usuários que não queiram aderir ao plano citado podem adquirir o serviço 3G, porém pelo preço integral.

No que diz respeito à diminuição de banda por ultrapassar a franquia, a Vivo argumentou, através de nota, que esta é uma "prática comum entre as prestadoras de serviço de acesso à Internet" e que a medida serve para "inibir usos abusivos". Segundo a operadora, após o prazo do fechamento da fatura do mês, a velocidade de conexão volta ao normal.
 
 
Fonte: Uol

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar