Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

WINDOWS 7: USO DE RECURSOS CORPORATIVOS EXIGE PACOTE EXTRA

26/10/2009 01:00:00

As empresas que quiserem integrar os recursos mais avançados do Windows 7 terão que deixar de lado qualquer aversão financeira ao programa de assistência Microsoft Software Assurance (SA). Em alguns casos, também será preciso atualizar suas infraestruturas de controle, medida que pode alterar os planos de migração para o novo sistema operacional.

A Microsoft vem anunciando recursos do sistema voltados para empresas, como o Branch Cache e o Direct Access, presentes na versão Enterprise, que só pode ser comprada em volume. Mas para adquirir o Windows 7 Enterprise, as empresas terão de comprar o SA.

?Ao esconder tantos recursos por trás do SA, a Microsoft pode reduzir a utilidade da atualização pelo Windows 7 para muitos clientes?, diz o analista da consultoria independente Directions of Microsoft, Paul DeGroot. ?Acredito que a situação econômica é uma peça importante aqui?.

O SA é um pacote de ferramentas e manutenção que custa 29% do valor da licença do sistema operacional. Contratos de SA podem incluir acesso a treinamentos, suporte web e consultoria. É possível incluir também o popular pacote de otimização, Microsoft Desktop Optimization Pack (MDOP), que fornece ferramentas de virtualização de aplicações e administração de desktop.

O MDOP também inclui ferramentas necessárias para utilizar com eficiência o modo Windows XP no Windows 7. O MDOP 2009 R2 foi lançado na segunda-feira (19/10), a tempo para o lançamento do sistema operacional.

DeGroot se pergunta se, com a queda da economia, os custos extras do SA podem influenciar os planos de migração. ?Os clientes têm menos interesse em comprar o SA do sistema operacional do que o do Office ou licenças de acesso para clientes?, afirma. ?Parte da razão pela qual a Microsoft esconde esses recursos no SA é para combater isso?.
 
Estão inclusos no Software Assurance direitos de atualização para a próxima versão do produto, mas não é garantido que isso aconteça durante a duração do contrato. Esse benefício, no entanto, tornou-se a expectativa de muitos clientes.

?Branch Cache e Direct Asses podem ser valiosos para a empresa como um todo?, avalia DeGroot. ?Mas as políticas de licenciamento da Microsoft podem reduzir a integração de algumas dessas tecnologias por cobrar valores adicionais?.

O Direct Access é uma tecnologia de acesso móvel que substitui a VPN. Já o Branch Cache ajuda a economizar a banda de rede e melhora o desempenho ao aproximar os dados do usuário.
 
 
 
Fonte: Computerworld

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar