Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

OBAMA NÃO POUPARÁ TRUSTES EM TECNOLOGIA

13/10/2009

Obama não poupará trustes em tecnologia
Joe Biden e Barack Obama, vice-presidente e presidente dos EUA: governo está arregaçando as mangas para determinar se uma gigante, a IBM, abusou de sua posição dominante no mercado de mainframes.
 
 Após oito anos com poucas investigações antitruste durante a administração republicana, agora os setores de tecnologia e de telecomunicações estão sendo alvo do olhar atento do Departamento da Justiça comandado por Obama. 

Christine Varney, chefe da divisão antitruste do departamento, afirmou em um discurso feito em maio que seu escritório trataria atentamente de potenciais abusos de poder de mercado exercido em alguns dos principais setores da indústria americana.

Atualmente o governo está arregaçando as mangas para determinar se uma gigante, a IBM, abusou de sua posição dominante no mercado de mainframes.

Isso é parte de um amplo esforço do governo para controlar uma indústria que é de certa forma o mais importante mecanismo de crescimento da economia dos EUA. Não importa o resultado da investigação com a IBM, o importante é que todas essas empresas estejam cientes de que o Departamento da Justiça terá atitudes muito mais firmes contra esse tipo de práticas do que o da administração anterior.

"A última administração não estava focada em competição, mas na de Obama há o reconhecimento de que uma concentração desmedida na economia pode ter consequências desastrosas", afirmou Ed Black, chefe da Associação da Indústria de Computação e Comunicação, um grupo que ajudou a levantar suspeitas a respeito do comportamento da IBM.

Analisando as indústrias de tecnologia e telecom, reguladores antitruste são obrigados a abranger um mercado imenso. Espera-se que eles deem especial atenção às consolidações no setor móvel - incluindo acordos de exclusividade de dispositivos, como o da AT&T com a Apple - e à cada vez maior nuvem online do Google, por exemplo.

"Esses órgãos devem priorizar as empresas com participação de mercado mais significativa", comentou David Turetsky, ex-deputado assistente da divisão antitruste na época de Bill Clinton.

 
 
Fonte: Info

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar