Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

TRUCO ON-LINE TEM MUITOS ERROS E NÃO ESTIMULA COMPETIÇÃO

21/09/2009

O site Netcartas inaugurou um jogo de truco com recursos que prometem mais interatividade: bate-papo, gestos sinalizando as cartas do jogo, integração com a webcam e conversas de áudio. Mas testes feitos pela Folha mostram que o jogo tem muito o que melhorar.

No jogo, o usuário precisa criar uma conta no site e escolher entre partidas de quatro e duas pessoas. Além da demora, quem quer jogar enfrenta muitos erros nas partidas. Algumas vezes, o sistema não detecta todos os jogadores; outras, não se sabe quem será o primeiro a jogar (aparece uma instrução na tela de cada jogador).

Reprodução
Recursos do truco on-line prometem interatividade para jogadores, mas eles podem enfrentar demora e muitos erros durante partidas
Recursos do truco on-line prometem interatividade para jogadores, mas eles podem enfrentar demora e muitos erros durante partidas

Apesar disso, o dono da equipe de truco que ganhou os campeonatos municipal e estadual mais recentes de São Paulo, Tiago Scapinelli, avaliou bem o jogo. Com ressalvas, é claro.

Scapinelli conta que não existe uma cultura forte de truco on-line no Brasil, já que não existe competitividade e compromisso de todos. Nos testes, por vezes os outros jogadores abandonavam a partida no meio. "O site deveria dar um estímulo, criar um campeonato, por exemplo."

Punição

Mas, segundo Scapinelli, o Netcartas traz uma boa saída para a falta de compromisso: o jogador que sai sem dar satisfações pode ser punido (a decisão depende dos outros jogadores).

Outra vantagem do site é a caixa para bate-papo, que possibilita que os jogadores conversem e acabem resolvendo possíveis confusões causadas pelos seguidos erros do jogo. Apesar disso, ele explica que "as pessoas vão desistindo" com as seguidas falhas. "Isso cria um descrédito no site, você tem que sair da sala para continuar jogando", disse.

Scapinelli achou bom o lay-out da tela, gostou das imagens que representam os jogadores e da possibilidade de interação através dos gestos. Mas considerou longo o período (30 segundos) para que cada jogador faça seu movimento.

No geral, a partida de duas pessoas foi bem avaliada. "O jogo é legal, o chat é importante, mas essas regras da "mão de 11" [jogar sem ver suas cartas] são cultura popular --não existem em campeonatos". Já a partida com parceiros foi uma decepção. Em testes feitos em duas máquinas, o jogo pode ser executado poucas vezes -ora por erros do site, ora por desistência de jogadores impacientes.
 
 
 
 
Fonte: Folha

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar