Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

NOKIA LANÇA NETBOOK RESISTENTE A QUEDAS E PROMETE BATERIA DE 12 HORAS

14/09/2009

A Nokia insiste em ter criado uma nova categoria de computadores, mas as características básicas não mentem. Trata-se de um netbook: pequeno, ultraportátil, com processador Intel Atom e voltado às aplicações básicas de internet.

Chamado de Booklet 3G, o aparelho foi apresentado na semana passada, no Nokia World, em Stuttgart, e tem como grande destaque sua bateria de 16 células, que promete 12 horas de duração, ou ao menos oito se executar programas mais exigentes, segundo a Nokia.

Outra novidade é o Windows 7, que deve otimizar o desempenho do computador e ocupar menos espaço do que o XP.

Divulgação
Netbook roda com Windows 7 e tem teclado espaçoso; Nokia promete bateria de 12 horas
Netbook roda com Windows 7 e tem teclado espaçoso; Nokia promete bateria de 12 horas

Apesar da tentativa de rapidez, o pequeno é extremamente lento para ligar e desligar.

Com testes feitos em três diferentes máquinas, ele levou em média um longo minuto para desligar e outro para ligar. No geral, porém, teve bom desempenho. Nos testes, chegou a executar oito programas ao mesmo tempo sem engasgos.

Quedas

Um destaque do Booklet é sua resistência a quedas --na demonstração, o funcionário da Nokia jogou várias vezes o aparelho no chão, sem consequências aparentes.

O Booklet 3G tem entrada para chip SIM, USB e HDMI. O computador traz 3G integrado, Bluetooth, Wi-Fi e lê cartões de memória. Tem 1 Gbyte de RAM e disco rígido de 120 Gbytes.

O aparelho também tem câmera integrada de 1,3 Mpixel, microfone e alto-falantes -que decepcionam pela baixa potência de som. A tela de dez polegadas tem cobertura de vidro e alta resolução (1.280x720).

O Booklet 3G é pequeno e leve, pesa em torno de 1,2 kg. O touch pad é suficiente e o teclado surpreende, já que as teclas são espaçadas.

O netbook é feito de alumínio e totalmente selado -sem saída de ventilação. Funciona silenciosamente e o calor é dissipado através do alumínio.

O preço previsto é salgado: 575 euros. No Brasil, deve chegar em um ano.
 
 
 
Fonte: Folha

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar