Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

ADULTOS FÃS DE VIDEOGAME SÃO TRISTES E TÊM SOBREPESO, DIZ ESTUDO

24/08/2009

Os videogames podem até ser considerados uma obsessão de jovens, mas na realidade a média de idade dos jogadores é 35 anos. Além disso, eles costumam estar acima do peso, são introvertidos e podem ter depressão, segundo um estudo feito nos Estados Unidos.

Pesquisadores do Centro para Prevenção e Controle de Doenças examinaram o comportamento de 552 adultos com idades entre 19 e 90 anos na região das cidades de Seattle e Tacoma, noroeste dos EUA.

Eles descobriram que 249 deles, ou perto de 45 por cento, eram jogadores de videogame, dos quais 56 por cento eram homens.

Os pesquisadores constataram que os homens que jogavam videogame tinham peso mais elevado e usavam mais a Internet do que os outros homens.

As mulheres que jogavam videogame tinham maior grau de depressão e, no geral, sua saúde era pior do que a das não-jogadoras. O pesquisador James Weaver e sua equipe sugeriram que para os adultos o videogame pode ser uma forma de "automedicação digital."

Eles disseram que as mulheres, em especial, podem se deixar absorver por atividades digitais que envolvam a mente como uma forma de se distraírem da realidade.

"Em poucas palavras, elas literalmente ´desligam sua mente´ das preocupações quando estão jogando videogame," disseram os pesquisadores em um comunicado.

Os adultos que jogam videogame também parecem menos abertos, ou extrovertidos, e menos sociáveis e assertivos do que os não-jogadores.

Esses resultados foram consistentes com pesquisas anteriores sobre adolescentes fãs de videogame que mostravam uma relação entre a atividade e hábitos sedentários, problemas de peso e de saúde mental.

Os jogadores adultos, de ambos os sexos, recorrem mais à Internet para relações sociais do que os não-jogadores, fato que reforça estudos anteriores indicando que os adultos podem "sacrificar atividades sociais do mundo real para jogar videogame."

O estudo, publicado no American Journal of Preventive Medicine, concluiu que há associações "quantificáveis" entre jogar videogame e riscos para a saúde.

"Como na hipótese inicial do trabalho," afirmaram os pesquisadores, maior peso corporal e um grande número de "dias com saúde mental ruim" diferenciaram os jogadores de videogame dos demais.
 
 
 
Fonte: Uol

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar