Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

VÍDEO DA MICROSOFT ATACA A APPLE

21/08/2009

 

The Race: a Microsoft corre para conquistar desenvolvedores para o Windows Marketplace for Mobile, sua loja online

Um vídeo de divulgação de um concurso para desenvolvedores traz provocações para turma do iPhone.

O vídeo mostra um desenvolvedor que leva seu aplicativo a uma loja para venda. Lá, é recebido por uma pessoa arrogante, que o trata com desprezo, rejeitando o programa. A cena parece ser uma óbvia referência à App Store, da Apple, e ao fato de a turma da maçã rejeitar muitos dos aplicativos enviados para publicação. No mesmo vídeo, o infeliz desenvolvedor recebe o que se supõe ser o pagamento por seus aplicativos vendidos - duas míseras moedinhas. Novamente, o assunto é a App Store, e os preços geralmente baixos pelos quais os aplicativos são vendidos, o que resulta em pouco lucro para os programadores.

No final, o vídeo, chamado de The Race, indica o caminho da competição Race to Market, da Microsoft. Como comentei em julho, o Race to Market é um concurso de aplicativos para Windows Mobile (que vai se chamar Windows Phone no ano que vem). Os programas vão ser publicados na nova loja online da Microsoft, o Windows Marketplace for Mobile, que deve ser aberta ao público dentro de algumas semanas. O autor do aplicativo mais bem sucedido vai ganhar um computador-mesa Surface, além de ajuda para divulgar seu trabalho.

Há uma certa hipocrisia nesse vídeo. Para começar, a Microsoft também terá de fazer alguma triagem antes de publicar aplicativos no Windows Marketplace for Mobile. Assim, alguns programas certamente serão rejeitados, como acontece na App Store. Além disso, os preços não poderão ser muito mais altos do que os da Apple. Uma das razões por que as pessoas baixam tantos programas para iPhone é que eles são baratos ou gratuitos. Se a loja online da Microsoft cobrar muito caro, os usuários não vão querer saber dela. A única coisa que a Microsoft pode fazer é cobrar uma comissão menor sobre a venda dos programas. A da Apple é 30% do preço de venda.

Mas tenho de reconhecer que o Windows Mobile tem uma vantagem sobre o iPhone. O usuário pode baixar os aplicativos diretamente do site do desenvolvedor sem recorrer a nenhuma gambiarra (como o jailbreak do iPhone) para isso. Não é obrigado a obtê-los sempre da loja da empresa, com acontece no caso da Apple. Assim, se o Windows Marketplace for Mobile não se revelar atraente, sempre haverá outras alternativas.
 
 
 
Fonte: Info

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar