Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

HOMEM É ACUSADO DE ROUBAR DADOS DE 130 MILHÕES DE CARTÕES DE CRÉDITO

19/08/2009

Procuradores norte-americanos acusaram um homem de ter roubado dados de 130 milhões de cartões de crédito e débito. De acordo com os oficiais, esse foi o maior caso de roubo de identidade da história dos Estados Unidos. 

Segundo as autoridades, Albert Gonzalez e dois cúmplices russos invadiram os sistemas de pagamento de diversas redes varejistas norte-americanas, incluindo a rede 7-Eleven.

Os procuradores disseram que o objetivo de Gonzalez e seus cúmplices era vender os dados obtidos para que outros criminosos cometessem fraudes e outros crimes contábeis.

Gonzalez foi preso e só poderá ser solto mediante ao pagamento de fiança de 250 mil dólares. Ele pode ser condenado a até 20 anos de prisão por fraude eletrônica e cinco anos pelo crime de conspiração, do qual também foi acusado, segundo informações do site da rádio estatal britânica BBC. O julgamento do criminoso está marcado para 2010.

Apesar do grande volume de dados obtido pelo cracker, as autoridades explicaram que os consumidores não têm muitas alternativas para se defender. Isso porque Gonzalez atacou diretamente os servidores de sistemas de pagamentos, que armazenam as informações dos cartões.

De acordo com o processo, Gonzalez e seus cúmplices invadiram sistemas de processamento de cartões de crédito da 7-Eleven e da Hannaford Brothers, rede de supermercados norte-americana.

Os dados eram enviados para diferentes servidores e, em seguida, negociados com outros criminosos, que faziam compras fraudulentas com as informações dos cartões.
 
 
Fonte: Wnews

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar