Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

MICROSOFT ENTRA COM RECURSO NO PROCESSO CONTRA O WORD

19/08/2009

Em resposta à decisão da justiça texana que banirá o Word das lojas no estado e ainda lhe custará uma multa vultosa por quebra de patente, a Microsoft entrou com um recurso solicitando a revisão de alguns detalhes referentes ao parecer que revoga a permissão de continuar a vender o software enquanto procura uma solução para o caso.

Os advogados da empresa argumentam que retirar o produto do mercado irá causar transtornos junto aos consumidores, devido à popularidade e à procura que o editor tem e, que a i4i ? empresa que detém a patente sobre a formatação em XML ? não foi clara em relação aos prejuízos que ele teria obtido com a introdução do recurso na versão 2003 do Microsoft Word. Ao contrário, eles demonstraram que a empresa canadense aumentou o faturamento obtido com o plugin que eles vendem.

Se o seu pedido for aceito, a Microsoft não deverá dispor de um período superior aos 60 dias já dedicados à retirada do produto do mercado. Por isso, em paralelo ao recurso, ela já iniciou o desenvolvimento de uma alternativa para permitir a permanência da funcionalidade sem ferir a patente da i4i. Os engenheiros em Redmond também estudam como retirar a opção do pacote através de um patch ou algo similiar, ação que poderá oferecer um meio de não ter a venda do aplicativo proibida.

Segundo Kevin Kutz, porta-voz da Microsoft, a empresa não está medindo esforços para que isso seja resolvido com brevidade. Do outro lado, Loudon Owen, CEO da i4i, comenta que não quer destruir o Word, mas acredita que algo precisa ser feito para que a gigante Microsoft pare de infringir patentes.

Conhecida por resistir a pressões externas, evitando ao máximo implementar mudanças nos códigos dos seus principais aplicativos, a Microsoft está diante de uma situação delicada, que poderá abrir um precedente que a forçará a rever muitas das tecnologias associadas aos produtos da próxima geração e, consequentemente, colocar em risco os seus negócios.
 
 
 
 
Fonte: MacMagazine

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar