Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

BRASIL EXIBE SEU PRIMEIRO FILME EM ALTÍSSIMA DEFINIÇÃO

03/08/2009

A qualidade da película de 35mm com a praticidade e a imagem limpa do formato digital. É essa mescla de características que a resolução de 4k traz para o cinema. O resultado pode ser conferido nessa última quinta-feira, 30, durante o Festival Internacional de Linguagem Eletrônica (FILE). O filme "Enquanto A Noite Não Chega", de Beto Souza, foi transmitido simultaneamente da capital paulista para a Universidade da Califórnia de San Diego, nos EUA, e para a Universidade de Keio, no Japão. Foi a primeira vez no mundo que um longa-metragem em altíssima definição, equivalente a cerca de 8 milhões de pixels, foi transmitido completamente para dois países. Antes, experiências semelhantes apenas haviam sido bem-sucedidas com vídeos de curta duração.

Essa façanha só foi possível através da GLIF (Global Lambda Integrated Facility), rede de troca de informação de alta velocidade que interliga centros de pesquisa no mundo todo. Já a resolução em 4k é decorrente do uso da chamada câmera Red para gravar o filme, algo inédito no País. Também foi a primeira exibição pública de um vídeo em altíssima definição no Brasil. Hoje diversas agências de publicidade já armazenam seus VTs nesse formato, mas, na hora de veicular as peças nos cinemas, têm de reduzir a qualidade dos arquivos, no mínimo, pela metade. "A propaganda tem um ganho enorme, porque a imagem fica bem mais definida. É o sonho de todo publicitário, com certeza", acredita Jane de Almeida, coordenadora dos cursos de mestrado e doutorado em Educação, Arte e História da Cultura da Universidade Presbiteriana Mackenzie, responsável pela parte técnica do processo.

No ínicio da exibição do longa, ocorreram algumas falha de áudio e transmissão, que foram reparadas logo em seguida. Atualmente o cinema digital utiliza tecnologia de 2k, já considerada excelente por algumas empresas do meio. No entanto, a maior vantagem da resolução em 4k é a expansão da imagem numa tela grande, com riqueza de detalhes e imagem de altíssima qualidade. Nesta sexta-feira, às 10h, estava previsto para ocorrer, no FILE, um debate sobre o uso e a possibilidade de implementação desse sistema de projeção no Brasil, embora atualmente nenhum país tenha determinado o uso corrente do formato 4k nos cinemas. O festival está instalado no Teatro Popular do SESI (Av. Paulista, 1313).
 
 
Fonte: M&M Online

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar