Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

MICROSOFT WAVE É PROVOCAÇÃO PARA O GOOGLE

30/07/2009

 

Site publicitário da empresa adota o nome do novo produto do Google.

O Microsoft Wave, que entrou no ar nesta semana, é um site da subsidiária britânica da empresa. Funciona como uma espécie de vitrine para os produtos mais criativos da turma de Redmond. Estão lá, por exemplo, Live Mesh, Photosynth, AutoCollage, Surface, o Projeto Natal para o Xbox e alguns jogos. Também pode ser visto no site o Blue Monster, que já apareceu até em rótulos de garrafas de vinho. Já o nome Microsoft Wave, apesar da semelhança, não tem relação direta com o serviço homônimo do Google. Mas parece ter sido escolhido de propósito para dizer algo como "nós também temos coisas inovadoras".

Alguns produtos mostrados no Microsoft Wave são realmente interessantes. Mas não vejo, entre eles, nenhum com o potencial revolucionário do Google Wave. Algumas semanas atrás, consegui uma senha para acesso ao serviço do Google, que está ainda em beta fechado. Apesar de ele ter, por enquanto, muitos bugs, dá para perceber que tem potencial. O Google Wave poderá, com tempo, substituir o e-mail e as mensagens instantâneas como principais meios de comunicação pessoal na web.

Neste mês, fiz também uma entrevista com Lars Rasmussen, um dos criadores do Google Wave. Ele me disse que ficará muito feliz se, um dia, concorrentes como Microsoft e Yahoo! desenvolverem serviços compatíveis com o Wave (a entrevista estará na INFO de agosto, que chega às bancas dia 6). De fato, os protocolos criados pela equipe do Google são abertos. Outras companhias poderão usá-los em seus próprios produtos.

A existência de serviços compatíveis parece ser essencial para que o Google Wave ganhe abrangência comparável à do e-mail. Sem isso, será apenas um serviço do Google. Em outras palavras, é possível que, algum dia, venha a existir mesmo um Microsoft Wave no estilo do Google Wave. Se isso acontecer, terá sido uma vitória de Rasmussen e sua turma.
 
 
 
Fonte: Info

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar