Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

ELECTROLYSIS DARÁ AO FIREFOX NAVEGAÇÃO EM MÚLTIPLOS PROCESSOS À LA GOOGLE CHROME

08/07/2009

Há pouco tempo, cometamos aqui no MacMagazine sobre a possibilidade de o Firefox ser adaptado para gerenciar a navegação em diversas páginas em uma nova abordagem, por meio de múltiplos processos. Na época, não sabíamos detalhes de como tal arquitetura seria implantada no navegador da Mozilla, porém o Ars Technica tratou de detalhar o projeto que está sendo conduzido buscando esse objetivo: o Electrolysis.

De acordo com engenheiros da empresa, dividir o processo central do Firefox em múltiplos para cada pagina carregada pode aprimorar seu desempenho, estabilidade e segurança, o que é uma ótima notícia para os seus usuários. Trata-se de algo apresentado no Chrome há quase um ano, mas que no caso da Mozilla não será algo fácil de ser implantado, mesmo tendo com base o código-fonte aberto do próprio navegador do Google.

Por causa dessa transição de arquitetura, muitos componentes do navegador passarão por modificações em algum nível. Além disso, os desenvolvedores deverão adotar medidas que evitem redundância durante o processo, em que uma das propostas é manter o processo de caching e carregamento de conteúdo centralizado em um serviço isolado, capaz de se comunicar e servir cada página aberta via IPC (Inter-Process Communication, ou Comunicação Entre Processos). Terminada essa parte, o aplicativo estaria aberto a inúmeras otimizações, em que destaca-se o uso mais eficiente de memória compartilhada.

Os principais desenvolvedores envolvidos no Electrolysis afirmam estar trabalhando com um protótipo que já passou por parte dessa metodologia. Demonstrado pelo engenheiro Chris Jones há cerca de um mês, ele expõe os benefícios básicos da arquitetura de múltiplos processos: o motor de renderização de cada página age independente do processo principal do navegador, onde um site pode travar uma aba ou janela, mas as outras continuam funcionando sob o controle do Firefox. Já é possível notar ainda que, mesmo com a página travada, a interface da janela/aba continua totalmente funcional, conforme mostra o vídeo a seguir:

Tendo essa funcionalidade básica implementada, a Mozilla finalizou o necessário para concluir a primeira fase do projeto ? que tinha prazo limite estipulado para o dia 15 de julho de 2009. A segunda fase, que ainda não envolverá extensões ou testes intensos para identificação de falhas, deverá ser concluída apenas em novembro. Os engenheiros responsáveis pelo Electrolysis esperam liberar nightly builds em breve para a comunidade (a princípio, apenas no Windows), mas não há nenhuma certeza se é nessa nova arquitetura que está sendo projetado o próximo Firefox, conhecido como Namoroka.
 
 
 
Fonte: MacMagazine

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar