Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

ANATEL PROÍBE VENDA DE SPEEDY, DA TELEFÔNICA

22/06/2009

A partir da próxima semana, a Telefônica não poderá mais comercializar novas assinaturas do Speedy até que melhore a qualidade do serviço, segundo notícia do jornal Folha de S. Paulo.

O despacho será publicado pela Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações) no "Diário Oficial" da União, na segunda-feira (21). O produto de acesso à banda larga só poderá ser vendido novamente quando a operadora comprovar que as medidas impedirão novas panes.
 

Uma fonte da Anatel disse ao site do Estadão que a decisão foi tomada na última quarta-feira e, caso o compromisso não seja cumprido, a multa prevista é de 15 milhões de reais e mais mil reais para cada assinatura vendida durante o período de vigência de proibição.

A suspensão se deve às constantes falhas no serviço durante os últimos doze meses. Os jornais informam que o prazo para a Telefônica apresentar um novo plano está previsto para os próximos trinta dias.

A companhia ainda não se pronunciou a respeito, pois ainda não foi informada oficialmente da punição.

Os problemas em 2009 com o Speedy se iniciaram, abertamente, com um incêndio nas instalações da Telefônica em Barueri. Os problemas persistiram pelos meses seguintes, com grandes falhas em março e abril. Em junho, muitos usuários reclamam da instabilidade das conexões.



Fonte: Info

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar