Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

NOVAS FUNÇÕES FAZEM DO WINDOWS 7 A PLATAFORMA MAIS SEGURA DA MICROSOFT

15/06/2009

O Windows 98 foi o primeiro sistema operacional da Microsoft a ser desenvolvido de forma alinhada às realidades da web. Uma das grandes dores de cabeça da empresa, no entanto, é a evolução dos criminosos virtuais, que ocorre com a mesma velocidade em que a internet e a tecnologia avançam.

O Windows 7, próximo lançamento comercial da companhia e que chega ao mercado em 22/10, tenta responder a esses desafios com uma série de novos recursos de segurança. Para o diretor de tecnologia da empresa de segurança F-Secure, Gabriel Menegatti, o Windows 7 pode ser considerado o ?estado da arte? no que diz respeito ao desempenho de segurança, pois está mais em linha com as necessidades atuais de proteção de segurança na Web.

Um dos exemplos é o recurso User Account Control (UAC), que notifica o usuário e pede permissão para qualquer mudança que seja feita no sistema. ?Apesar de já estar presente no Vista, a solução se consolidou no Windows 7 com uma integração muito mais profunda com tudo o que está instalado?, afirma Menegatti.

O sistema também traz avanços no controle de políticas de usuários e na execução de instalação de aplicativos. Com ele, para cada instalação, o administrador deve inserir a senha. As políticas de grupos também passaram por uma grande reformulação. O Windows 7 introduz o AppLocker, uma evolução dessas configurações que permite às empresas definir quais aplicativos cada usuário pode rodar, tal como habilitar somente determinadas versões dos programas.

No firewall residente do Windows, Menegatti destaca outra evolução: o sistema agora conta com uma interface de programação de aplicativos (API) aprimorada, que permite que desenvolvedores de software façam integração das suas próprias soluções com o firewall. ?Isso representa um avanço para a indústria de segurança focada em Windows, que poderá desenvolver ferramentas mais eficientes", avalia.

E, para reforçar a segurança no ambiente de rede, o novo sistema operacional traz suporte ao padrão internacional de segurança chamado DNSSEC, que adiciona um sistema de resolução de nomes mais seguro e reduz o risco de manipulação de dados.

Outro aprimoramento que merece destaque é o suporte a dispositivos de leitores biométricos. Se antes os aparelhos com reconhecimento de íris ou digitais necessitavam de aplicações de terceiros, o Windows 7 oferece uma ferramenta integrada, que não limita somente o acesso ao sistema como um todo. O usuário pode bloquear apenas uma pasta, por exemplo, para ser acessada com reconhecimento biométrico.

Outro destaque fica por conta do Internet Explorer 8, que foi desenvolvido para funcionar em sintonia com o Windows 7. Segundo Menegatti, o navegador é mais inteligente na detecção de sites phishings e outros endereçosmaliciosos. "Além disso, o domínio fica mais em evidência. É uma forma de garantir que o usuário perceba quando está entrando em um site malicioso que se faz passar por outro site", exemplifica.

 
 
 
Fonte: PcWorld

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar