Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

VENEZUELA TENTA EXPORTAR CELULAR DE R$ 30

22/05/2009

Venezuela tenta exportar celular de R$ 30
 
A Venezuela já está vendendo para seus consumidores internos um modelo de celular com custo equivalente a R$ 30.

Chamado de Vergatario, o celular teve uma estreia bem-sucedida no país e contou com esforço pessoal do presidente Hugo Chávez para promover o dispositivo. Em seus programas de rádio e TV, Chávez recomendou fortemente a compra do aparelho popular.
 

Além de fazer chamadas, o Vergatário troca SMS, tem MP3 Player e câmera que tira fotos e grava vídeos. O equipamento é o primeiro do tipo fabricado na Venezuela, que atendia seu mercado interno anteriormente apenas com aparelhos importados.

A produção é feita pela Vetelca, uma estatal Venezuela que conta com parceria da chinesa ZTE, dona de 15% da companhia estatal. A ZTE fornece chips e circuitos. A produção de peças menos sofisticadas e a montagem dos aparelhos é feita na Venezuela.

Segundo o presidente Chávez, a Vetelca vai produzir até o final deste ano 600 mil unidades para o mercado interno. A partir de 2010, a Vetelca pretende exportar o dispositivo, que já é chamado no país como o ?celular mais barato do mundo. A ideia é ampliar para 1 milhão de unidades a capacidade anual de produção da Vetelca em 2010.

Para promover o aparelho, Chávez disse em depoimento à TV que fez a primeira ligação com o pequeno celular para sua mãe. Depois, telefonou a Fidel Castro.
 
A oposição venezuelana chegou a acusar o governo de criar um dispositivo para espionar as ligações da população. O presidente da Vetelca rebateu as críticas, dizendo que problemas como grampo telefônico têm a ver com a propriedade das redes móveis e não com o dispositivo celular.
 

Outra crítica feita ao Vergatario é de que seu custo pode estar artificialmente rebaixado. O governo Venezuelano foi acusado de subsidiar o aparelho e vendê-lo muito abaixo de seu preço de custo. Atualmente, os principais vendedores de celulares na Venezuela são a Nokia e a Motorola.

O Vergatario não é o primeiro gadget estatal venezuelano. Em 2008, empresas estatais em parceria com a China iniciaram a produção de desktops e notebooks vendidos no país por preços populares e com distribuição Linux.
 
 
 
Fonte: Info

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar