Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

MOTOROLA TN20 CUSTA R$ 799 E É SIMPLES E EFICIENTE

20/05/2009

Com um design simples, o Motorola TN20, que custa R$ 799, traz cerca de 1.300 mapas de cidades brasileiras. Entre elas, Salvador, Fortaleza, Brasília, Belo Horizonte, Cuiabá, João Pessoa, Olinda, Curitiba, Rio de Janeiro, São Paulo, Porto Velho, Porto Alegre e Florianópolis.

O GPS mede 97 x 81 x 18mm, pesa 142 gramas, tem tela touchscreen e conta com entrada para cartões SD/MMC &madsh;assim, você pode inserir novos mapas aos já existentes no aparelho.

A bateria interna dura em torno de 2,5 horas, a segunda menor autonomia de bateria, ficando acima apenas do TomTom One. Essa bateria possibilita o planejamento da viagem fora do carro, seja no escritório ou em casa. Ao

Feita por uma voz feminina, a locução é feita em português, inglês e espanhol. O alto-falante possui um som alto e claro ?o que permite até mesmo utilizar o rádio do carro sem perder as informações do GPS.

Navegação

O destino pode ser escolhido de diversas maneiras: digitando direto na tela, escolhendo entre localizações recentes ou pré-configuradas ou por pontos de interesse, como bares e restaurantes ?o aparelho traz conteúdo da Telelistas e do guia Quatro Rodas.

Se o usuário optar por selecionar o destino pela tela, um teclado virtual parecido com um handheld é apresentado. O do TN20 conta com boa sensibilidade ? Mio C220 e o Pósitron NP3510, mas não é tão sensível e rápida quanto a do TomTom One? e bom espaçamento entre letras. O aplicativo sugere endereços de acordo com o que você tecla.

Um ponto positivo do aparelho é que dá para programar a exclusão de vias e pedágios em rotas pré-agendadas.

Prova

Em testes feitos dentro da cidade de São Paulo, foi possível chegar corretamente ao destino com o auxílio do aparelho. O TN20 calcula a rota em poucos segundos. Ao utilizar o trajeto recomendado pelo aparelho, houve pequenos deslizes de comandos de voz, apesar da indicação correta do mapa mostrado na tela.

Nos casos em que saímos do trajeto indicado pelo aparelho, o recálculo da rota foi feito rapidamente. O aparelho pode mostrar opções de desvio, para o caso de uma via congestionada, por exemplo, algo muito comum em cidades como São Paulo e que pode ser de grande ajuda. O layout da tela é bem simples.

Pontos negativos

Um ponto negativo é que a Motorola ainda estuda uma forma de disponibilizar atualizações de mapas de seus navegadores. Ou seja, por enquanto não há atualizações dos mapas que são vendidos nos aparelhos da marca. Por enquanto, o que está definido é que os mapas serão atualizados de seis em seis meses e haverá um custo que seguirá valores de mercado.

Outra desvantagem é que a bateria interna dura em torno de 2,5 horas, a segunda menor autonomia entre os equipamentos testados, ficando acima apenas do TomTom One.
 
 
 
Fonte: Uol

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar