Página Inicial



twitter

Facebook

  Notícia
|

 

PROVEDORES SUECOS CONTRA ENTREGA DE IPS

30/04/2009

Provedores suecos contra entrega de IPs
Bandeira do Partido Pirata estirada durante o julgamento do TPB, em fevereiro: usuários suecos do site devem estar aliviados

Com o anúncio da Tele2, um dos maiores provedores da Suécia, de que não armazenará dados de usuários que baixarem conteúdos ilegais, um movimento a favor da livre propagação de arquivos de mídia começa a tomar forma no país.

Em menos de um mês, é o segundo provedor local que se nega fornecer o IP a favor de empresas que querem punir usuários que não respeitam as leis de direitos autorais. O primeiro servidor escandinavo a tomar tal decisão foi o Bahnhof.

Ambos os sites se apóiam na nova lei de propriedade intelectual aprovada na Suécia no primeiro dia de abril, baseada na Diretriz de Coação de Direitos de Propriedade Intelectual (Intellectual Property Rights Enforcement Directive - IPRED).

A decisão agita ainda mais o cenário do caso envolvendo os suecos do The Pirate Bay. O quarteto responsável pelo site de BitTorrent foI condenado a um ano de prisão, além de ter que pagar 30 milhões de coroas suecas (aproximadamente 7,7 milhões de reais).

Frederik Neij, Gottfrid Svartholm Warg e Peter Sunde, entretanto, apelaram contra a decisão e acusaram o juiz do caso de parcialidade. Eles alegam que a autoridade fazia parte de associações com interesses em comum a empresas envolvidas no processo contra o site.

Agora, os quatro aguardam o pronunciamento da justiça sueca sobre a acusação. Caso a decisão seja anulada, o processo será novamente enviado ao tribunal distrital.
 
 
 
Fonte: Info

 
Indique esta notícia Indique esta notícia para um amigo

Início Notícias  | Voltar